set 19 2017

REFORMA DA PREVIDÊNCIA.

Published by under Jornalismo

POMBOS


No responses yet

set 19 2017

BAIA DE GUANABARA – Antônio José Christovão Pinto.

Published by under Jornalismo

FOTOS_VERMELHO

BAIADEGUANABARA


No responses yet

set 19 2017

NOTÍCIA & OPINIÃO.

Published by under Jornalismo

Cartoon man typing at computer royalty free vector clipart from CoolClips.com

Briga antiga – 1.

DIRLEI_PEREIRA_04  &  ADRIANO_MORENO_10

Os ex-vereadores Dirlei Pereira e Adriano Moreno bateram de frente no governo de Alair Corrêa (PP). Na época, Dirlei ocupava a secretaria municipal de saúde e segundo ele contrariava os interesses políticos de Adriano.

Briga antiga – 2.

CARLOS-ERNESTO-MÉDICO

Coube ao então vereador Adriano Moreno, então no PP de Alair Corrêa, a indicação do nome do também médico ortopedista Carlos Ernesto Dornellas para ocupar a secretaria municipal de saúde.

Briga antiga – 3.

Foi durante o período em que Carlos Ernesto ocupava a secretaria de saúde que o prefeito Alair Corrêa decretou a intervenção. Carlos Ernesto hoje ocupa o cargo de coordenador de defesa civil, no governo de Marquinhos Mendes.

Voracidade fiscal.

Os empresários cabofrienses reclamam nos corredores e a “boca pequena” contra a voracidade fiscal da prefeitura de Marquinhos Mendes (PMDB). Uma das grandes reclamações é quanto à taxa que incide sobre os letreiros, considerada absurda.

Interesses individuais.

Apesar das reclamações os empresários continuam a vociferar contra o governo em caráter oficioso. São incapazes de se organizar para levar publicamente reivindicações, que sejam coletivas.

Apoiam os mesmos.

Ao mesmo tempo, os empresários levam em conta apenas seus interesses individuais e renovam os mandatos da mesma dupla (Alair e Marquinhos), que por sua incompetência vem dilapidando a cidade de Cabo Frio.

Monumentos: estado deplorável.

FONTE-7

FONTE-10

O estado deplorável em que se encontram os monumentos de uma cidade histórica deveria envergonhar os cabofrienses: tudo está sujo, mal cuidado e caindo aos pedaços. A Fonte do Itajuru é um exemplo desse descaso e desrespeito com a memória de nossa sociedade.

Elogios sem razão.

Quando a “mídia amiga” dispara elogios para o governo que pretende fazer turismo histórico e cultural o melhor que se tem a fazer é cair na gargalhada para não chorar. Como, se tudo está vergonhosamente destruído ou semi-destruido?

Atenção para o horto.

O Horto Municipal é um dos poucos exemplos de lugares públicos bem cuidados depois de passar anos em estado de abandono e degradação. Que tal entregar a Fonte do Itajuru a mesma turma que cuida do horto?

Subordinação indevida.

A coordenadoria municipal do meio ambiente não pode continuar subordinada a secretaria de desenvolvimento. O que existe hoje é apenas demonstração de força, poder e esquartejamento de um governo, no qual falta tudo, inclusive autoridade.


No responses yet

set 19 2017

BIBLIOTECA PÚBLICA MUNICIPAL WALTER NOGUEIRA.

Published by under Jornalismo

SOLAR


No responses yet

set 19 2017

BÚZIOS – Sérgio Quissak.

Published by under Jornalismo

SERGIO


No responses yet

set 19 2017

FILMAGEM E FOTOGRAFIA AÉREA

Published by under Jornalismo

banner


No responses yet

set 19 2017

REVITALIZAÇÃO DA BACIA DE CAMPOS – Janio Mendes.

Published by under Jornalismo

ARTIGOS_VERMELHO

JANIO-MOVIMENTO-MULHERES

Janio Mendes (*)

Realizamos hoje pela Comissão de Minas e Energia mais uma audiência pública para discutira revitalização do campos de petróleo da Bacia de Campos.

Com 40 anos de operação a bacia que já foi responsável por mais de 80% da atividade petrolífera nacional enfrenta queda de produção. Hoje, esse percentual caiu para pouco mais de 60% – cerca de 1,3 milhão de barris/dia, segundo dados da Petrobras.

De acordo com a ANP, o leilão de novas áreas de exploração de petróleo e gás e a revitalização de campos maduros são essenciais para reverter esse quadro.

A grande discussão está na proposta da Agência Nacional de Petróleo que para garantir esses investimentos sugere a redução do percentual dos royalties de 10% para 5%.

Sou contra esta medida, entendo que precisamos encontrar um novo formato, que haverá redução dos royalties, porém a proposta é muito radical e poderá condenar os municípios produtores que já sofrem com a perdas recentes.

Apresentei uma contra proposta que considero mais justa e mais simples: que o custo da requalificação seja acrescido ao custo de produção e rateado proporcionalmente entre os atores envolvidos. Assim, todos pagam e todos ganham.

Seguimos na discussão do tema.

Participaram da audiência, o diretor-geral da ANP Décio Oddone, representantes da Petrobras, do Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás e dos municípios produtores de petróleo, além dos deputados Filipe Soares, Carlos Osório, Chico Machado e Luiz Paulo

 (*) Deputado.


No responses yet

set 19 2017

JORNAL DO TOTONHO.

Published by under Jornalismo

JORNALDOTOTONHO_3


No responses yet

set 18 2017

DUAS PRAGAS BÍBLICAS.

Published by under Jornalismo

EDITORIAL_VERMELHO

GAFANHOTOS

As declarações do prefeito Marquinhos Mendes (PMDB) obedecem à mesma lógica do antecessor, Alair Corrêa (PP): ambos aceitam qualquer coisa até mesmo retirar direitos e bater de frente com os trabalhadores da prefeitura, menos mudar o modelo político/administrativo implantado desde 1997. O modelo dilapidador de riquezas é justamente o que subordina a população ao seu poder. Sem ele tanto Marquinhos quanto Alair não mais existiriam em Cabo Frio. A eles não interessa se a transferência dos royalties não gera mais os mesmos recursos e se o cobertor está ficando cada vez mais curto: são verdadeira praga bíblica.


No responses yet

set 18 2017

ÉTICA NO GALINHEIRO.

Published by under Jornalismo

HUMOR_VERMELHO

CHARGE


No responses yet

set 18 2017

NOTÍCIA & OPINIÃO.

Published by under Jornalismo

Cartoon man typing at computer royalty free vector clipart from CoolClips.com

A greve continua!

SEPE

Foi aprovada em assembleia, na noite de sexta-feira, no Edilson Duarte, a continuidade da greve da educação e a unificação dos atos com os trabalhadores da saúde.
Confira o calendário de luta:

- 18/09 (segunda-feira), às 9h, ato em frente à prefeitura, com protocolaço dos funcionários da saúde, passeata pelas ruas da cidade até o Largo Santo Antônio e protocolaço da educação na SEME.
- 19/09 (terça-feira), às 18h, acompanhamento da sessão na Câmara Municipal;
- 20/09 (quarta-feira), às 18h, assembleia da educação no Edilson Duarte.

Imitando o “professor”.

O PMDB de Marquinhos Mendes esqueceu que a escravidão acabou. E mais uma vez imitando canhestramente o seu “Professor” Alair Corrêa (PP) disse o nome de Deus em vão e fez ameaças aos servidores. Quem exatamente o prefeito pensa que é?

Microlixo

Boas às iniciativas de cidadãos, que sem o apoio do poder público, realizam tarefas na área de meio ambiente como a de recolhimento do microlixo nas praias de Cabo Frio. Essa atuação não deve isentar a prefeitura e órgãos do estado de suas obrigações, ao contrário, os cidadãos devem cobrar ainda mais.

Saúde e Educação juntas.

As lideranças do Sinsaúde, que durante as eleições de 2016 apoiaram Marquinhos Mendes (PMDB) e que depois de outubro contribuíram para esvaziar o movimento sindical unificado, voltaram atrás. O sindicato estabeleceu com o Sepe Lagos trabalho conjunto em atos e protestos contra o governo: antes tarde que nunca.

Quem te viu! Quem te vê!

Dirlei Pereira, um dos nomes exponenciais do governo de Alair Corrêa (PP) é hoje radialista. Político experiente foi vereador, secretário municipal e até candidato a prefeito, Dirlei é agora radialista é no seu programa na Rádio Cabo Frio senta a mamona em atrasos de salários, assédio moral e outras tantas mazelas.

O Escândalo!

O escândalo da corrupção entranhada no Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro deveria envergonhar os seus membros. O escândalo enquadra a instituição no campo da degradação, que vive o estado, mas não surpreende mais ninguém neste quadro alarmante que vivemos. Certamente, se voltasse a ter o caráter civil melhoraria bastante.

A Praia do Siqueira sofre.

O estado em que se encontram os serviços públicos na cidade não justificam os “contratos emergenciais” bancados pela pelo governo “farinha pouca meu pirão primeiro”. Na Praia do Siqueira parece que o governo ainda não apareceu, mas o lixo cada vez cresce mais.

Hora de conferir!

O prefeito Marquinhos Mendes (PMDB) inventa as mesmas desculpas, que seu antecessor: diz que não tem grana e erros acontecem na folha de pagamentos. São muitos e muitos erros, que prejudicam os servidores municipais, fazendo com que as filas no RH sejam sempre grandes. Essa história de erros no RH vem desde Alair. Está na hora de conferir!

No loteamento, o ambiente dançou?

Algumas coisas não são compreensíveis no governo do PMDB de Cabo Frio. Uma delas é o fato da área de Cultura ter conseguido uma secretaria e o meio ambiente não, ficando subordinado ao secretário de desenvolvimento, Cláudio Bastos, que nada entende do assunto. É este o valor que este governo dá aos ecologistas e ambientalistas?


2 responses so far

set 18 2017

BIBLIOTECA PÚBLICA MUNICIPAL WALTER NOGUEIRA.

Published by under Jornalismo

SOLAR


No responses yet

set 18 2017

BÚZIOS – Sérgio Quissak.

Published by under Jornalismo

SERGIO


No responses yet

set 18 2017

1ª FESTA ANUAL DAS ÁRVORES.

Published by under Jornalismo

IVA-1


No responses yet

set 18 2017

ORGÂNICOS X AGROECOLÓGICOS

Published by under Jornalismo

TVA-2


No responses yet

set 18 2017

CORA & ADÉLIA

Published by under Jornalismo

CORA_E_ADELIA


No responses yet

set 18 2017

AUAU HOSTEL

Published by under Jornalismo

AUAU-1


No responses yet

set 18 2017

MARIA BERALDI

Published by under Jornalismo

MARIA-BERALDI


No responses yet

set 18 2017

JORNAL DO TOTONHO

Published by under Jornalismo

JORNALDOTOTONHO_5


No responses yet

set 15 2017

O CRIME NOSSO DE CADA DIA.

Published by under Jornalismo

politicos-vii


No responses yet

set 15 2017

RACISMO É BOLA MURCHA.

Published by under Jornalismo

JANIO-LEI


No responses yet

set 15 2017

NOTÍCIA & OPINIÃO.

Published by under Jornalismo

Cartoon man typing at computer royalty free vector clipart from CoolClips.com

O Horto Municipal.

O Horto Público Municipal está sob a direção do fotógrafo e ambientalista Antônio Ângelo Trindade Marques. A nova direção deu outra vida ao horto agora cuidado e desenvolvendo política de atrair a presença da comunidade, inclusive da 3ª idade, que montou uma horta orgânica.

Os Trindade são demais …

Enquanto Antônio Ângelo escreve, fotografa e protege o meio ambientes e as aves da Laguna de Araruama, o professor José Américo, conhecido por Babade, está na Amazônia, colhendo mudas de ervas medicinais para rezadeiras. Os Trindade não param por aí: o patriarca Antônio Carlos dedica seu tempo a monitorar a subida e descida de aviões, helicópteros e até drones, no Aeroporto Internacional de Cabo Frio.

Fiscalização da sociedade.

A participação da sociedade na fiscalização do meio ambiente começa a crescer em Cabo Frio, em particular os segmentos ligados às práticas esportivas. Os praticantes das canoas havaianas, do stand-up, acrescidos dos ciclistas tem contribuído para inibir as seguidas tentativas daqueles que desrespeitam o ambiente, que deve ser constantemente protegido.

Sem terno ou smoking.

Com a proximidade do dia 21, o grupo do vereador Adriano Moreno (REDE) fica mais inquieto com a possibilidade do prefeito Marquinhos Mendes (PMDB) perder a parada, no STF. Os assessores mais próximos garantem que ninguém mandou fazer terno de “risca de giz” e muito menos smoking. Será?

PSOL muda executiva.

Boa parte da atual executiva do PSOL, em Cabo Frio, formada por Charles Pimenta, Doc Costa, Betinho, Érica Borges, Tatiana Mendes, Cláudio Leitão e César Mondaini, deverá ser substituída a partir de 1º de outubro. A corrente liderada pela professora Denise Teixeira é majoritária dentro do partido.

Secretários: autonomia restrita.

LAURA_BARRETO_1   &   CLESIO_FARIAS_1

O movimento dos profissionais da educação pelo não cumprimento dos acordos fechados por Marquinhos Mendes (PMDB) mostrou como apesar de fatiado o poder é centralizado nas mãos do prefeito. A secretária de educação, Laura Barreto e o secretário de fazenda, Clésio Guimarães Faria não tem poder de decisão e autonomia bastante restrita.

Antes tarde que nunca!

SINDSAUDE

O Sindsaúde entrou na luta junto aos profissionais da educação. Finalmente começam a perceber, que para manter as conquistas e alcançar novas, só existe um caminho: a luta unitária dos servidores contra um governo que ignora os compromissos assumidos com os trabalhadores.

Cobertor curto.

MM-1

O exame cuidadoso das contas públicas revela que o prefeito Marquinhos Mendes (PMDB) ignora a inteligência dos servidores ou não sabe mesmo fazer conta. Teria, se assim quisesse, plenas condições de atender os compromissos, que ele mesmo firmou com os servidores, mas parece muito acostumado com o modelo dilapidador que criou junto com Alair. Aí o cobertor fica curto e não dá.

Que coisa feia!

Por que o prefeito não rompe os compromissos com seus patrocinadores? Por que tem tanta gente e empresas penduradas na prefeitura? Por que prefere o embate com os trabalhadores? Tem medo de perder o apoio político dos “grandes”? Todo aquele discurso na eleição era mentira, prefeito?

Desgaste!

ALAIR_12

O pessoal ainda ligado ao ex-prefeito Alair Corrêa (PP) bate palmas para a crise entre Marquinhos Mendes (PMDB) e os servidores municipais. Segundo eles, a má gestão do atual prefeito está recuperando a imagem de Alair em menos tempo do que ele havia imaginado. O ex-prefeito de Cabo Frio é realmente otimista.


3 responses so far

set 15 2017

JOVENS PIANISTAS

Published by under Jornalismo

PIANISTAS


No responses yet

set 15 2017

CADERNO DE BÚZIOS.

Published by under Jornalismo

BBB

Não gosta de professores e alunos.

O Município de Búzios tem ótimos profissionais de educação, associações de pais e alunos e deveria ter um conselho educacional que funcione de verdade. Parece que alguns vereadores de Búzios não sabem disso, pois o poder legislativo municipal, sem consultar essas instituições, acaba de aprovar uma lei, de autoria da vereadora Joice Costa, que tira dos professores e dirigentes de escolas a liberdade de escolher o conteúdo pedagógico a ser passado para os alunos.

Ditadura pedagógica.

O prefeito André Granado não construiu, sequer, uma escola, em Búzios. A merenda oferecida aos alunos é de péssima qualidade, as escolas estão destruídas, sem manutenção. Parece que a vereadora Joice Costa não vê nada disso e prefere fazer lei demagógica tentando implantar aos professores uma espécie de ditadura pedagógica.

Pode acontecer nova eleição.

Na tarde da última sexta-feira o TRE do Rio de Janeiro cassou diploma de prefeito e vice-prefeito de André Granado e Henrique Gomes. Ainda cabe recurso no TSE, mas a situação dos dois está complicadíssima. É bem provável que, em breve, tenha nova eleição na cidade.

Banalização da Medalha.

A Câmara de Vereadores de Búzios conseguiu banalizar a medalha José Bento Ribeiro Dantas. Na última sessão legislativa, o vereador Dom apresentou proposta para conceder a um Policial militar a medalha José Bento Ribeiro Dantas. O único trabalho para o Município do policial em questão é estar, diariamente, em frente ao DPO de Manguinhos apreendendo carros de trabalhadores.

Coragem & Coerência.

A vereadora Gladys Costa foi à única, que de forma corajosa e coerente votou contra a preposição. Com o seu voto a vereadora defendeu a sociedade buziana.

 


No responses yet

set 14 2017

CENSURA DE VOLTA?

Published by under Jornalismo

CENSURA


No responses yet

set 14 2017

NOTÍCIA & OPINIÃO

Published by under Jornalismo

Cartoon man typing at computer royalty free vector clipart from CoolClips.com

É Fantástico!

AQUILES_BARRETO_01   &   JEFFERSON-VIDAL

É desafiador para o cidadão contribuinte perceber a mudança substancial para o município daquilo que se pretende anunciar lá pra frente: sai Aquiles Barreto (SD), entra Jefferson Vidal (PSC). O que era G8 transformou-se em G10. É fantástico! Extraordinário!

Me engana, que eu gosto.

Com toda a “pompa e circunstância”, que deve reger os atos da câmara de vereadores, trocar o “rei dos contratos”, na secretaria de educação pelo “rei da saúde”, não deve espantar ninguém. Com todo respeito que os caros vereadores demonstram para com a população talvez fizesse mais efeito abrir mão da cota mensal de 400 litros de gasolina, que cada um tem direito.

Concentração de poder.

CLAUDIO_BASTOS_1   &   EDUARDO_PIMENTA

O secretário municipal de desenvolvimento Cláudio Bastos (PRB) alarga cada vez mais o seu poder dentro do governo de Marquinhos Mendes (PMDB). Sob suas asas, entre outras coisas, está à coordenadoria de meio ambiente, pilotada pelo professor e biólogo, Eduardo Pimenta. Que tal fazer uma visita ao Morro do Telégrafo e no bairro Miguel Couto (Foguete)? Vai dar um trabalho …

Fiscalizando demais?

Depois da demissão de Marcella Santana a secretaria de desenvolvimento, via coordenadoria de meio ambiente, bem que poderia acelerar a fiscalização. Não pode é dar a impressão, que a demissão da moça, de seu cargo, ocorreu, porque ela estaria “fiscalizando demais” ou mesmo “fiscalizando quem não devia”. Não é?

Governo quer entregar a conta aos servidores.

LEITOA

Ambulantes, barraqueiros, concessionários dos boxes da Praça dita, da “cidadania” e quiosqueiros e até mesmo os “verdinhos” (alguns caíram de maduros) são, em geral, cabos eleitorais protegidos dos vereadores. A cada dia o número dos “amigos do peito” é maior e o governo quer que os servidores municipais paguem a conta.

Depois do leite derramado …

LEITE

Manifestações e passeatas dos servidores municipais, especialmente da educação, contra o “pacote de maldades” do governo de Marquinhos Mendes (PMDB) tem tido adesão restrita. O que está acontecendo? Pressões por parte do governo? Uma coisa é certa, servidor que não apoiar e participar do movimento não vale ficar choramingando depois que perder os direitos duramente conquistados.

De plantão!

A turma do ex-vereador Adriano Moreno (REDE) está mais uma vez de plantão por conta da sessão do STF (Supremo Tribunal Federal) do dia 21. É sobre a definição de a punibilidade da Lei da Ficha Limpa, que passou a inexigibilidade de 3 para 8 anos. Aos punidos com 3 anos, não teve alteração, mas os que estavam com o processo em andamento, com recursos, na decisão final foram punidos com 8 anos. O ministro Luiz Fux, que havia pedido vista está devolvendo para julgamento.

Vendo o mundo desmoronar.

Tem gente, entretanto, que não está muito animada. É que apesar de ter votado no ex-vereador Adriano Moreno (REDE), a duras penas conseguiu uma “boquinha”, ou melhor, portaria, no governo de Marquinhos Mendes (PMDB). Agora pode estar vendo o mundo desmoronar seja com novas eleições ou mesmo com Adriano Moreno (REDE) assumindo a prefeitura.

Os Incrédulos!

Há também aqueles para os quais Marquinhos Mendes (PMDB) governa até o final do mandato e que o grupo de Adriano Moreno (REDE) repete a tática que aprendeu com Alair Corrêa (PP), seu ex-líder. O ex-prefeito anunciava, sob intenso foguetório, que sua vitória na justiça era certa e apenas questão de tempo. Teve muita gente que perdeu aquele “faz-me rir” alugando ternos, gravatas e vestidos de gala para o baile de posse, que nunca aconteceu.

 


2 responses so far

set 14 2017

CADERNO DE BÚZIOS.

Published by under Jornalismo

BBB

Monotonia

Está ficando monótono: o mandato do prefeito André Granado (PMDB) e também do seu vice Henrique Gomes (PP) foi cassado pelo TRE, por unanimidade: 6 X 0.

Tem apelação!

A decisão da justiça eleitoral do Estado do Rio, fala em improbidade administrativa e certamente vai dar origem a recurso, no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), em Brasília.

Degradação da imagem.

Cada vez mais Búzios vai ficando conhecido não como o município com turismo classe A, mas com o prefeito mais cassado dos últimos tempos no país. Brincadeiras a parte, a imagem de Búzios só piora.

Política rasteira.

Impressiona como uma cidade, que é um dos destinos turísticos mais importantes do país tem um nível político tão baixo. Uma rápida visita as redes sociais da Internet consolidam a ideia de uma política pobre e rasteira.

Governo de união.

Para levantar a cidade depois do desastre da “Era André Granado” as lideranças políticas serão obrigadas a se reunir, abrir mão de algumas divergências e fazerem um governo de união.

Reeleição zero.

A situação política dos vereadores que deram a vitória a André Granado (PMDB) após o processo de impeachment ficou ainda mais complicada. As previsões são de reeleição zero.

Situação insustentável.

Após o TRE-RJ ter determinado a perda de mandato de André Granado (PMDB) por unanimidade a situação dos vereadores, que votaram com André e contra o impeachment ficou insustentável.

Virou piada!

Após essas seguidas cassações, condenações e processo de impeachment o governo do prefeito André Granado (PMDB) virou piada. Em todos os pontos de discussão política na cidade, ninguém mais leva o governo a sério.


No responses yet

set 14 2017

EXPANSÃO URBANA E CONFLITO AMBIENTAL. – Mario Flavio Moreira (*)

Published by under Jornalismo

ARTIGOS_VERMELHO

MARIO

EXPANSÃO URBANA E CONFLITO AMBIENTAL.

Mario Flavio Moreira (*)

Com o crescimento das cidades sem o devido planejamento quanto ao uso e ocupação do solo, os problemas de degradação são ampliados e passam a causar transtornos e prejuízos a certa parceladas populações, notadamente as que ocupam as áreas de risco. Desrespeito à legislação ambiental, contaminação dos recursos hídricos, erosão e desmatamento são alguns exemplos de problemas encontrados na maioria das cidades brasileiras. Considerando o contexto do crescimento desordenado, áreas naturalmente mais vulneráveis a ocupação passam a apresentar problemas crônicos com uma repercussão negativa para os ecossistemas e para as populações de baixo poder aquisitivo que as ocupam. No entanto, nem sempre são as populações de baixa renda que protagonizam uma ocupação desordenada do espaço.

CF1

Invasão em Cabo Frio: marco histórico de sesmaria jesuítica.

É muito comum na zona litorânea do Brasil o crescimento rápido de pequenas cidades como o caso da Região dos Lagos, impulsionado principalmente pelo incremento de atividades turísticas e veraneio. Para que esse processo pudesse acontecer de forma ordeira seria necessário a implementação de estudos ambientais que subsidiassem um planejamento e gestão racional do uso e ocupação do solo urbano. A Região dos Lagos formada de extensos cordões arenosos de origem marinha, recobertos por vegetação de restinga que foram retrabalhados por ação eólica, formando campos de dunas, tais como os observados sobre as restingas de Maçambaba e entre Arraial do Cabo e Saquarema, se estendendo na planície costeira de Cabo Frio, vem sendo fortemente impactados nos últimos 30 anos pela expansão imobiliária produzida pelo turismo de veraneio. A expansão acelerada de cidades, como Saquarema, Araruama, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Búzios, Rio das Ostras e Macaé, com loteamentos indiscriminados, todos assentados sobre as planícies costeiras, vem acarretam consideráveis danos ambientais, pois além da destruição da vegetação de restinga, promovem a contaminação das lagunas costeiras e do lençol freático, em locais de solos bastante permeáveis (Espodossolos Hidromórficos). Além disso, trata-se de uma área de escassa disponibilidade de água superficial ou subterrânea, dependendo da transposição de água potável de longas distancias. A exploração de areia para construção civil, a ocupação de antigas salinas para empreendimentos imobiliários e o desmatamento da vegetação nativa sobre os campos de dunas, propicia a remobilização dos sedimentos por ação eólica, consistindo, também, em ameaças ao delicado equilíbrio ecológico desses terrenos. Por força de lei, as áreas de planícies costeiras, principalmente as áreas com remanescentes de vegetação de restinga, devem ser preservadas, cabendo apenas, exploração voltada para apenas um turismo de baixa densidade e ecoturismo, o que não vem ocorrendo nas cidades da região, especialmente em Arraial do Cabo e Cabo Frio.

MASSAMBABA_1

MASSAMBABA_2

Invasão em Arraial do Cabo (Massambaba) – Lagoa de Araruama.

As inundações tem sido outro problema recorrente em algumas cidades da região, em função da ocupação desordenada dos terrenos que possuírem baixa permeabilidade, sendo classificados como terrenos pantanosos. Isso implica em limitações para o uso e ocupação desses terrenos, com destaque para os vales dos rios das bacias das lagoas costeiras de Araruama e Saquarema e dos rios Una, São João, Ostras e Macaé, que vem sendo densamente ocupados nos últimos anos. Segundo dados do (IBGE, 2010), grande parte dos domicílios existentes nessa região são de uso ocasional (isto é, de caráter sazonal), sendo responsáveis por grande parte dos domicílios particulares não ocupados. Isso sugere que o crescimento desordenado foi impulsionado pela e pela especulação imobiliária na região. Segundo alguns autores essa região apresentou o maior crescimento populacional do estado nas últimas décadas e é considerada a área com maior pressão urbana fora da região metropolitana do Rio de Janeiro. As planícies costeiras, que se estendem em amplas áreas na Região dos Lagos devem merecer um tratamento especial por parte dos governantes municipais, principalmente as áreas com vegetação de restinga preservada e campos de dunas. Essas áreas suportam apenas um turismo de baixa densidade e ecoturismo. A proliferação de loteamentos e condomínios nestes terrenos pode acarretar na destruição desse frágil ecossistema. Já as baixadas e as planícies fluviais, respeitando suas vocações e limitações específicas, podem desenvolver sistemas agropastoris. O processo de gestão urbana compreende o planejamento dos processos a serem adotados, sua implementação e acompanhamento para reorientar os procedimentos em busca de alcançar os objetivos previamente definidos. Assim, todo projeto de intervenção urbana de iniciativa do poder público deve ter como finalidade a promoção do desenvolvimento urbano em busca de uma melhor qualidade de vida.

(*) Biólogo e Consultor Ambiental.


No responses yet

set 14 2017

JORNAL DO TOTONHO

Published by under Jornalismo

JORNALDOTOTONHO_2


No responses yet

set 13 2017

SÉRGIO MORO E OS TUCANOS.

Published by under Jornalismo

MORO


No responses yet

set 13 2017

NOTA DO SEPE LAGOS.

Published by under Jornalismo

SEPE-1

A categoria está aberta ao diálogo com o prefeito Marquinho Mendes. Hoje durante a manhã, no ato de greve dos profissionais da educação, representantes da direção do SEPE entraram na prefeitura, com o intuito de encontrar pessoalmente o prefeito, porém, como o imaginado, sem sucesso.
Os representantes foram informados que Marquinhos só chega ao seu escritório depois das 11:30 horas, e isso quando vai lá. Após nossa passeata pelo centro, voltamos à prefeitura, no intuito de encontrá-lo. A secretária que estava lá no local, contactou outra secretária (sim, várias secretárias) que o acompanha para obter mais informações sobre o paradeiro do prefeito e nada de resposta concreta.
Marquinho disse que diálogo era a proposta de seu governo, mas cadê?


No responses yet

set 13 2017

NOTÍCIA & OPINIÃO.

Published by under Jornalismo

Cartoon man typing at computer royalty free vector clipart from CoolClips.com

De olho no sindicato.

O ex-secretário de planejamento do governo Alair Corrêa (PP), Robson Pereira de Souza, está de olho nas próximas eleições do Sindicaf. Hoje o sindicato é controlado pelo grupo do fiscal Olney Motta Vianna, que apoiou Marquinhos Mendes (PMDB), na eleição de 2016.

Assembleia & Passeata.

A assembleia do pessoal da educação realizada na Escola Municipal Edílson Duarte foi massiva. O mesmo não se pode dizer da manifestação realizada nas ruas do centro da cidade ontem pela manhã. Está acontecendo alguma perseguição que faz o profissional da educação temer colocar a cara na rua?

A política cobra. E como!

É no mínimo incomoda a posição das lideranças sindicais dos servidores municipais, que de maneira açodada, desmobilizaram o movimento, porque acreditavam que haviam chegado ao céu. Não estão no inferno, mas com certeza no purgatório, pagando os pecados, alguns mortais, outros veniais. Parafraseando a locução esportiva, “a bola cobra”, ou melhor, a política cobra coerência.

Correntes.

O ex-presidente do PSOL, Cláudio Leitão, corrigiu com toda razão o editor do Jornal do Totonho. Não são em número de 30 as correntes político-ideológicas, que vicejam no partido, mas 29. Cláudio Leitão garante que as 3 correntes existentes em Cabo Frio tem convivência absolutamente tranquila e que isso será consolidado em 1º de outubro.

Conversas com adrenalina.

Eles continuam negando, mas os grupos de Janio Mendes (PDT) e Adriano Moreno (REDE) continuam conversando. Observadores políticos de boa cepa garantem que as conversas ganharam bastante adrenalina, em função da sessão do STF, que está marcada para o dia 21.

Janio & Adriano

JANIO_SORRINDO   &   ADRIANO_MORENO_4

Janio Mendes (PDT) e Adriano Moreno (REDE) têm posturas bastante interessantes e diferentes. Enquanto o deputado trabalhista “fala pelos cotovelos” muitas vezes gerando grande desgaste, o ex-vereador não fala sobre nada. Não tem o que dizer ou não quer se desgastar junto à opinião pública?

Tempos bicudos.

Há quem diga que as “paredes murmurantes” do Palácio Tiradentes, sede da prefeitura, estão nervosas e outros garantem que em polvorosa. Todos, entretanto, dizem que a equipe do “Imperador” está trabalhando 24 horas por dia, porque ninguém quer “largar o osso”, mesmo que não seja grande coisa: os tempos estão bicudos!

Goiabada ou Marmelada?

circo

Os mais antigos, tentando descobrir a razão de tantas mazelas na prefeitura, lembraram que ali na Praça Tiradentes onde se localiza a sede do saltitante executivo municipal, ficava o Campo de São Bento. E daí, dirão os mais céticos? Por nada, apenas o Campo de São Bento hospedava os circos e os parques de diversões que aportavam em Cabo Frio.

Ciro Gomes.

JB_6   &   CIRO

O ex-prefeito de Cabo Frio, José Bonifácio Novellino, vice-presidente estadual do PDT, está radiante com o crescimento da candidatura de Ciro Gomes, o candidato do partido a presidência da república. A candidatura de Ciro está atraindo novos militantes e fazendo retornar ao partido algumas “cabeças coroadas”, que haviam se afastado.


No responses yet

set 13 2017

ENCONTRO MENSAL DO GRUPO DE CRESCIMENTO PESSOAL E CONSTELAÇÃO FAMILIAR.

Published by under Jornalismo

IVA-1


No responses yet

set 13 2017

BÚZIOS – Sérgio Quissak.

Published by under Jornalismo

SERGIO


No responses yet

set 13 2017

JORNAL DO TOTONHO

Published by under Jornalismo

JORNALDOTOTONHO_2


No responses yet

set 12 2017

GREVE POR TEMPO INDETERMINADO

Published by under Jornalismo

SEPE

SEPE1

GREVE POR TEMPO INDETERMINADO

Aprovada greve por tempo indeterminado

A assembleia da educação de Cabo Frio decidiu, agora à noite, pela greve por tempo indeterminado até que todos os direitos sejam pagos à categoria.
Confira o calendário de luta:

- 12/09 (terça-feira) – ato em frente à prefeitura, às 9h;
- 14/09 (quinta-feira) – panfletagem no Largo Santo Antônio, às 9h;
- 15/09 (sexta-feira) – assembleia, às 18h, no Edilson Duarte;
- Acompanhamento das sessões na Câmara Municipal;
- Assembleia extraordinária no Edilson Duarte, assim que sair o pagamento.


No responses yet

set 12 2017

FORA TEMER!

Published by under Jornalismo

TEMER


No responses yet

set 12 2017

NOTÍCIA & OPINIÃO

Published by under Jornalismo

Cartoon man typing at computer royalty free vector clipart from CoolClips.com

Esse tem experiência.

Em meio a toda essa balbúrdia, que transita pela política e instituições brasileiras, um grupo de cabofrienses está lançando a candidatura do empresário Oscar Maroni a presidência da república. Oscar é nada mais nada menos que o feliz proprietário da boate e hotel Bahamas, em São Paulo.

Frente a Frente!

As eleições para a Assembleia Legislativa, em 2018, vão colocar frente a frente o pastor Samuel Gonçalves (PRB) e o atual deputado Silas Bento (PSDB), que busca a reeleição e foi vice de Alair Corrêa (PP). É a grande oportunidade para ambos medirem forças no chamado meio evangélico.

Janio X Dr. Aluízio.

JANIO-MOVIMENTO-MULHERES   X   A

A posição de Janio Mendes (PDT) em defesa dos municípios da Região dos Lagos que recebem royalties do petróleo coloca o deputado cabofriense em rota de choque com o prefeito de Macaé, Aluízio Jr (PMDB). A proposta macaense só beneficia a si mesma e representa fardo bastante pesado para as outras cidades.

PSOL: eleição da executiva.

CLAUDIO_LEITAO_1

Em 1º de outubro o PSOL de Cabo Frio vai eleger sua nova executiva, da qual o ex-presidente Cláudio Leitão diz não querer participar, nem como vogal. Leitão afirma continuar como militante, mas não quer mais atribuições partidárias. O partido em Cabo Frio já tem três correntes, número pequeno, se levarmos em conta que no estado são trinta.

Esperando 21?

PAULO_CESAR_GUIA_02

O cavalo ainda não chegou selado para o ex-deputado Paulo César Guia: Paulo Feijó, fidelíssimo a Michel Temer, continua no seu mandato, na câmara de deputados federais. Como 21 de setembro está chegando e pode acontecer grandes mudanças no cenário político, Cecé de Jairinho, está disposto a se candidatar a prefeito.

Quem cuida?

A Ilha do Japonês e arredores é um dos mais belos cenários de Cabo Frio. È também uma das áreas mais ameaçadas de degradação e necessita de ordenação e cuidados permanentes. Afinal, quem cuida da Ilha do Japonês? O pessoal do estacionamento?

Cuidado com as propostas.

JOSE_MARTINS_1

O empresário José Martins, leia-se Restaurante do Zé, mais conhecido como o “Rei da Picanha”, na Região dos Lagos, garante que não desgostou da política cabofriense, mas examina com bastante cuidado as propostas, que recebe. O empresário registra uma série de decepções.

Dinheiro tem, não quer é pagar.

MARQUINHO_MENDES_14

Não temos dinheiro. É o que garante o prefeito Marquinhos Mendes (PMDB), tentando bancar o decreto ilegal, em tudo igual à Alair Corrêa (PP). Teria dinheiro se contratasse menos serviços a preços exorbitantes e os cargos comissionados não fossem tantos para os apadrinhados e incompetentes de sempre.

Modelo falido.

A nova crise entre os servidores e o prefeito Marquinhos Mendes (PMDB) comprova aquilo que o Jornal do Totonho afirma e reafirma: a questão não é de nomes, mas sim de modelo político e administrativo, que governa a cidade desde 1997. Não é por acaso que Marquinhos e Alair Corrêa são tão parecidos. Não dá para investigar um e deixar o outro de lado.

Não dá mais!

Pode entrar a quantidade de dinheiro que for que a prefeitura não terá como fazer frente aos inúmeros compromissos feitos aqui e fora do município. A crise será permanente e pra ela só tem uma solução, que pode beneficiar a cidade: a mudança do modelo político e administrativo: com Alair e Marquinhos não dá mais!


No responses yet

set 11 2017

FAXINA!!!!!

Published by under Jornalismo

GEDDEL


No responses yet

set 11 2017

ATENÇÃO! CABO FRIO EM GREVE!

Published by under Jornalismo

EDUCACAO


No responses yet

set 11 2017

NOTÍCIA & OPINIÃO

Published by under Jornalismo

Cartoon man typing at computer royalty free vector clipart from CoolClips.com

Estacionamentos: sem explicação!

As entidades filantrópicas com sede em Cabo Frio não conseguem ver a cor da grana gerada pelos estacionamentos públicos, como determina a Lei Orgânica. Por outro lado, a prefeitura não consegue explicar como os estacionamentos são geridos. Existe aí também algum fatiamento?

Bate-boca!

Muito bate-boca na cidade a respeito de perguntas, a princípio despretensiosas, feitas por um cidadão contribuinte em bate papo no Café per Tutti: quais são os grupos políticos/econômicos que realmente mandam na cidade? Por acaso esses grupos se julgam acima da lei?

Ressaca!

O estreitamento da faixa de areia na Praia do Forte, gerado pela ressaca, provocou congestionamento de barraqueiros, ambulantes e banhistas. Os últimos, evidentemente, saíram perdendo para aqueles que se julgam donos da praia, acobertados pelos esquemas eleitoreiros da prefeitura.

Neopentecostais & Segurança – 1.

Por mais rasa que seja a análise política dos últimos vinte anos em Cabo Frio é perceptível à ascensão das igrejas neopentecostais. São sempre associadas aos grupos ligados as áreas de segurança pública e privadas.

Neopentecostais & Segurança – 2.

Os grupos neopentecostais associados aos da área de segurança ocupam cada vez mais espaços capazes de lhes dar o controle sobre o poder público municipal. O avanço desses setores se deu através do apoio político de Alair Corrêa (PP) e Marquinhos Mendes (PMDB) e da própria omissão da sociedade.

Neopentecostais & Segurança – 3.

Esta aliança é extremamente conservadora, voltada para a gradual eliminação do poder público laico. Ao mesmo garantindo a esses grupos o controle sobre a administração pública e o enriquecimento de grupos privados.

O engodo está aparecendo.

As relações entre os sindicalistas que caíram no engodo do então candidato Marquinhos Mendes (PMDB) estão ficando cada vez mais difíceis e complicadas, especialmente na educação. A secretaria de educação está fora do RH e sua folha de pagamentos, separada.

Existem fantasmas?

A prefeitura continua dizendo que a situação econômico-financeira é difícil. Tenta negar os números que o contradizem diariamente. O governo tenta, mas não consegue esconder o empreguismo deslavado, sob a forma de contratos e portarias. Vamos a uma pergunta ingênua: existem fantasmas?

Se não lutar, vai dançar!

A falta de uma sociedade civil organizada, realmente forte, faz com que o governo Marquinhos Mendes (PMDB), repleto de contratos, portarias e acertos eleitoreiros com gente da classe média tradicional, possa fazer de “gato e sapato” a população. O governo ataca em especial os direitos dos trabalhadores, que se não se organizarem e lutarem vão perder tudo que conquistaram com muita luta.

Diferenças mínimas.

Marquinhos e Alair são iguais ou muito semelhantes, frutos do mesmo processo político. A diferença entre os grupos de um e de outro é apenas de comportamento social, habilidade e apoio nas famílias tradicionais decadentes da cidade. Demonizar na política é sempre muito ruim e fazê-lo com apenas um dos personagens é pior ainda, porque absolve o outro, que permanece intocado.


One response so far

set 11 2017

A RESPEITO DA CPI DA EDUCAÇÃO.

Published by under Jornalismo

RAFAEL_PECANHA_9

A respeito da nota do Jornal do Totonho, na sexta-feira,o vereador Rafael Peçanha (PDT) mandou a seguinte mensagem.

A CPI da educação tem como base a tomada de contas especial realizada pelo Executivo que indicou a suspeita de mau uso de 51 milhões de reais das verbas no Fundeb, Pnae e Salário Educação na gestão passada. Porém fica o alerta ao atual governo, pois assim como se obtiveram evidências sobre irregularidades passadas, se forem constatadas ilegalidades presentes, também teremos a articulação necessária para instaurar CPI contra a atual gestão. Esta CPI abre caminho para outras, e já mostramos ter assinaturas necessárias para tal.

Observação – Com todo o respeito ao trabalho do vereador Rafael Peçanha (PDT) o Jornal do Totonho reitera a sua posição. CPIs ou investigações de qualquer natureza, que não abarquem os últimos vinte anos, serão frágeis, incompletas e incapazes de revelarem a natureza do poder instalado em Cabo Frio desde 1997.

 JORNALDOTOTONHO_3


No responses yet

set 11 2017

RESPEITO!

Published by under Jornalismo

RELIGIAO


No responses yet

set 11 2017

CADERNO DE BÚZIOS

Published by under Jornalismo

BBB

Coordenador político.

Após Miami, capital cucaracha dos EUA, o suplente Lorram Silveira (PP) deve assumir a cadeira do vereador Dom (PEN), que vai se afastar por questões de saúde. Tudo leva a crer que Lorram será o coordenador político da bancada governista.

Qual será o destino de Joice?

A vereadora Joice Costa (PP) não abandonou o sonho de sentar na macia poltrona de prefeita. A vereadora quer ser a candidata da base governista, mas se continuar no PP, vai ter problemas quanto ao espaço político.

Fim da liberdade de cátedra?

A vereadora Joice Costa (PP) conseguiu aprovar o Projeto de Lei 25/2017 que, se sancionado pelo prefeito, retira do professor e da escola a liberdade de cátedra e a autonomia pedagógica. É claramente inconstitucional. O Sepe Lagos deveria, imediatamente, ir à justiça.

Atentado contra a liberdade de expressão.

Os seguidos atentados contra a liberdade de expressão dos professores demanda ação enérgica do Sepe. O sindicato deveria exigir que os legisladores respeitassem mínimos padrões éticos para que pudessem permanecer no âmbito de suas funções. Correto?

PP X DEM

O cargo de vice-governador no convulsionado e impopular governo de Luiz Fernando Pezão, certamente terá sido o último degrau político de Francisco Dornelles (PP). O Democratas, da Família Maia, está mais do que depressa ocupando esse espaço.

ARTIGOS_VERMELHO

“O TRAPEZISTA MORRE QUANDO PENSA QUE PODE VOAR.”

Este tumultuado processo de impeachment trouxe a mim, momentos de necessárias reflexões sobre a difícil convivência entre o homem e o poder.

Acordos engendrados e planejados buscaram a qualquer custo, o topo da escada, onde pudessem usufruir de privilégios e costumes que, por hora, combatiam ou.

(Dependendo do personagem) fingiam combater.

A inexperiência pesou. Decisões equivocadas, razões pouco republicanas, brigas internas e o “uso do fígado” no embate político, provocaram o desmonte do castelo construído num ambiente de ganância, desconfiança e traição.

A euforia dos menos experientes, as juras de fidelidade, lealdade e companheirismo criaram no G6 o falso retrato da mudança moral, social e política.

Assim se construiu o que chamavam de processo de impeachment que afastaria o personagem responsável por dezenas de supostas irregularidades em licitações no Município.

Denúncia bem formulada, razões incontestáveis, processo legitimo, fizeram da CPI do BO um falso instrumento de mudanças que, facilmente, se desmanchou.

Nem todos tinham capacidade e vivência para perceber, mas estava escrito nas entrelinhas e, principalmente, na aética de alguns personagens envolvidos que aquela fórmula não iria funcionar e que estava condenada ao fracasso.

Fracassou, aflorou o oportunismo desvairado em quem nasceu para trair, enganar e ludibriar, e assim, estrategicamente, desmontar a engenharia de tomada do poder.

Enquanto o processo se desenrolava na Câmara eu me lembrava de uma frase que li há muito tempo atrás e que dizia:

“O trapezista morre quando pensa que pode voar.”

Nesse nosso caso, não morreu ninguém, mas há alguns feridos que ainda buscam a recuperação.

Tomara que nossa cidade tenha a capacidade de se recuperar de tudo isso.

MIRINHO_BRAGA_5

Mirinho Braga.

 


No responses yet

set 11 2017

BÚZIOS – Sérgio Quissak.

Published by under Jornalismo

SERGIO


No responses yet

Next »