jan 27 2015

QUAL A EXPLICAÇÃO?

Published by under Jornalismo

NOT_E_COM_BORDO

esgoto-laguna

QUAL A EXPLICAÇÃO?

São meses e meses sem chuva em Cabo Frio, portanto, não há o que justifique esta vazão de “água tão caudalosa” (esgoto mesmo), via valão em tempos de seca, que recebe a Laguna de Araruama. O sistema não era pra funcionar a tempo seco? Como explicar? Com a palavra à concessionária Prolagos. E também a secretaria municipal de 1/3 do ambiente.

samba1

CRISE NO SAMBA

A crise no “governo sereníssimo”, provocada pela falta de qualquer planejamento, atingiu em cheio as escolas de samba de Cabo Frio. Os barracões estão quase parando, poucos funcionários, pouco material para trabalhar e quase nenhuma grana. As escolas buscam no dia a dia algum apoio privado, alguma ajuda para sobreviver: a grande maioria, entretanto, vai empurrando com a barriga as contas, que ainda tem que ser pagas. Entre os “chefetes” do governo tem alguém disposto a pedir demissão e perder o “caraminguá” no final do mês?

MIRINHO_BRAGA

VOLTANDO AS RUAS

O ex-prefeito de Búzios Mirinho Braga (PDT) deixou a presidência da FIPERJ, no novo governo de Luiz Fernando Pezão. Segundo revelou a alguns amigos, tem agora mais tempo para dedicar-se a reuniões com correligionários políticos. Mirinho Braga pretende intensificar suas caminhadas por todos os bairros do município, ampliando os contatos e ao mesmo tempo verificando a situação de cada localidade.

No responses yet

jan 27 2015

WAGNER TISO E VITOR BIGLIONE – SUCESSO NA NOITE DE BÚZIOS

Published by under Jornalismo

Wagner

Wagner Tiso e Vitor Biglione, são o maior sucesso na noite buziana.

No responses yet

jan 27 2015

RAPIDINHAS DO JORNAL DO TOTONHO

Published by under Jornalismo

RABUGENTO-1

RAPIDINHAS DO JORNAL DO TOTONHO

Milagre

São cada vez mais frequentes os chiliques e siricuticos na “mídia amiga”: sobram insultos, xingamentos, palavras pesadas e outras tantas “cobras e lagartos”. Só a Auto Viação Salineira é poupada, verdadeiro milagre da comunicação social da empresa.

Aprendizagem

A diminuição do repasse dos royalties do petróleo mostra como o gastar sem fim e a ausência de qualquer planejamento, nos últimos governos, podem ser danosos a economia do município de Cabo Frio. Será que aprendem? Só a força!         

Barraqueiros mandam e desmandam

Quem esperava a implantação de um novo “choque de ordem” em Cabo Frio, em especial entre os barraqueiros e ambulantes na Praia do Forte, perdeu seu tempo. A bagunça continua com a privatização da praia pelos barraqueiros, que são os que realmente mandam.

HENRIQUE_GOMES_2

Choque de gestão – 1

O novo presidente da câmara de vereadores de Búzios, Henrique Gomes (PP) anunciou um choque de gestão: o objetivo é adequar o legislativo a nova realidade gerada pela diminuição do valor dos repasses dos royalties do petróleo.

Choque de gestão – 2

O choque de gestão exigiu nova engenharia de planejamento, determinando revisão de contratos e inclusive a diminuição do número de funcionários da Casa. Espera-se que esse novo projeto não se perca ao longo dos meses.

 

No responses yet

jan 27 2015

REFRESCO – 1

Published by under Jornalismo

REFRESCO_BORDO

02

No responses yet

jan 27 2015

INSTITUTO ÊXITO DE ENSINO

Published by under Jornalismo

INSTITUTO-EXITO

No responses yet

jan 27 2015

CRÔNICA DE UMA CIDADE – 2

Published by under Jornalismo

CRÔNICA DE UMA CIDADE – 2

De como Felizópolis conheceu seu profeta e ainda hoje não sabe bem o que ele quis dizer no dia de seu passamento..

PROFETA-1

Durante muito tempo, o cidadão felizopolitano não sabia se era feliz ou não. A vida, como sempre, corria descomplicada: praia, sol, latinha de cerveja, coco gelado, gente bonita deslizando pelo mar adentro, consumindo o que se vendia à beira d´água. Essa doce irresponsabilidade não era sequer ameaçada, muito menos pelo clima que garantia a doce vida dos felizopolitanos. Afinal, as chuvas eram raras. De modo que o transcendental problema da felicidade era dispiciendo. Ninguém imaginava viver de outro modo, senão dos dias que Deus mandava.

Tinha um sujeito maltrapilho que vivia pelas ruas, sem eira nem beira, vestindo seus farrapos. O maltrapilho divertia o povo com seus discursos contundentes, cumprindo o destino comum de toda cidade: cada uma tem seu louco de estimação assim como cada povo tem sua oposição. Ninguém o levava muito a sério, mas também ninguém deixava de apreciar certas verdades, ditas aos berros, numa linguagem ferina e sem pejo. Chamavam- no de PROFETA. Mas havia uma curiosidade naquele doido com método: ele só era Profeta depois da conveniência de alguns copos de cerveja. A falta de dinheiro não se constituía em problema: o Profeta só bebia o que lhe davam generosamente. E assim, também a cidade tinha o seu Boca do Inferno.

Ultimamente, o profeta profetizava dias difíceis para a cidade, por conta da súbita riqueza que assanhava a imaginação do povo. O dinheiro do petróleo começava a jorrar nos cofres do governo. A expectativa era tamanha que o povo já começava a falar grosso. A cidade mudava seus hábitos, ficou mais agitada. Gente estranha apareceu, com novas idéias, novos conceitos e infinitas malandragens de modo que o Profeta começava a falar sozinho, sem que ninguém mais participasse do diálogo. .Os mais antigos lamentavam a solidão do Profeta. Apesar de bêbado, vivendo nas ruas, ele era bem-amado. Davam-lhe comida, alguma vestimenta esfarrapada e um certo prestígio intelectual.

Houve tempo em que suas falas, especialmente contra o prefeito, serviam de mote para os cidadãos. Embora um bêbado miserável, o Profeta falava pela suposta consciência popular..

Um dia, o Profeta ficou rouco, de modo que ninguém mais se dispunha a ouvir o que ele dizia. Por isso, o Profeta deixou de falar e passou a guardar silêncio. Mas, como toda voz profética não é clara, é sempre um enigma A profecia é uma fala simbólica que só se torna evidente depois de decifrada. Por isso, até hoje, as pessoas narram o episódio da morte do PROFETA quando, à beira do desenlace, sentado num banco em frente à prefeitura, apontou o dedo carcomido para o edifício e pronunciou o enigma até hoje indecifrado; Ali, Ali MaMá. Ali MaMá.

E findou-se, sozinho e abandonado..

No responses yet

jan 27 2015

RESTAURANTE TIO PATYNHO

Published by under Jornalismo

patynho

No responses yet

jan 27 2015

NÔMADE ARTES GRÁFICAS

Published by under Jornalismo

BANNER_NOMADE_2

No responses yet

jan 27 2015

SEBO BARCAROLA – http://www.estantevirtual.com.br/sebobarcarola

Published by under Jornalismo

BARCAROLA

http://www.estantevirtual.com.br/sebobarcarola

 

No responses yet

jan 27 2015

REFRESCO – 2

Published by under Jornalismo

REFRESCO_BORDO

000

No responses yet

jan 26 2015

ÁGUA É MAIS. ECONOMIZE!

Published by under Jornalismo

AGUA

No responses yet

jan 26 2015

JANIO: NÃO SE PODE FECHAR OS OLHOS PARA A CRISE HÍDRICA

Published by under Jornalismo

JUTURNAIBA-1

O deputado Janio Mendes (PDT) elaborou alguns textos, que se reportam a crise hídrica. Alguns, inclusive, publicados em rede social, que por sua importância e oportunidade, o Jornal do Totonho faz questão de publicar.

Durante o processo de privatização, um grande erro fez com que a adutora da Cedae com capacidade de tratar 800 litros/segundo, fosse destinada a concessionária Águas de Juturnaíba que atenderia a dois municípios e a adutora da Álcalis com capacidade de 400 litros/segundo, ficasse com a Prolagos para atender cinco municípios, com a anuência da classe política. Assim, necessários foram investimentos na construção de nova adutora aumentando a capacidade da Prolagos para 1.000 litros/segundo a fim de equilibrar o abastecimento da região. A exemplo deste “equívoco”, muitos outros ocorreram o que fez com que o cuidado com o manancial fosse deixado para segundo plano, destaca-se neste aspecto a gestão de seu entorno, que até o presente ainda é disputada por órgãos federais e estaduais, sem que poderes sejam conferidos para uma fiscalização mais rigorosa. Diante da crise hídrica, o debate do tema deve ganhar todos os ambientes, deixando de ser privilégio dos abnegados, que até aqui nos permitiram os avanços construídos. É preciso que todos façam o esforço de ousar e participar mais, do contrário vai desabastecer aqui também.

 

 

No responses yet

jan 26 2015

CRESCE O DESCONTENTAMENTO EM BÚZIOS

Published by under Jornalismo

NOT_E_COM_BORDO

ANDRE-GRANADO-3

Prefeito André Granado

CRESCE O DESCONTENTAMENTO EM BÚZIOS

Cresce em Búzios, o descontentamento com a prefeitura de André Granado. A falta de planejamento fez com que o governo fosse apanhado de “surpresa” pela queda nos repasses dos royalties do petróleo. O governo gastou mais do que poderia e o fez mal, gerando despesas desnecessárias, como aluguéis de imóveis e outras tantas, que a população bem conhece. Desnorteado pela crise imagina que passar a tesoura nas despesas também pode ser feita sem critérios financeiros e administrativos. Pode piorar ainda mais a situação e quando isso acontece quem mais perde é o povo. Lamentável!

povo-reclama

QUEM MENTE O GOVERNO OU O POVO?

A secretaria de saúde, através da sua assessoria de comunicação, agora responde as rádios, dizendo que o ouvinte é mentiroso. Que coisa! Na semana passada uma ouvinte reclamou, que não está recebendo a fita para a medição da glicose. A secretaria informou que as fitas estão à disposição do público e em grande quantidade. A ouvinte mentiu? A mesma resposta deu para outro ouvinte que reclamava de falta de médicos no posto de saúde do seu bairro. A secretaria disse que tem médico sim, ou seja, o ouvinte é um mentiroso. É assim que esse governo trata quem revindica, cobra alguma coisa. Diz que é mentira da população e pronto.

MARKETING FURADO!

Como já se escreveu aqui no Jornal do Totonho, não adianta tentar vender sabão grosso como Phebo. Associada a “mídia amiga”, as assessorias de imprensa do “governo sereníssimo” tentam manipular as reclamações e indignação da população contra o péssimo atendimento que recebe na área da saúde pública. Os profissionais, recebendo parcos salários, trabalham estressados e sem qualquer infraestrutura nas unidades de saúde do município. Tentar esconder essa realidade é uma bobagem. É marketing furado! Reconhece as dificuldades e trabalha para melhorar. Pode estar aí à minimização dos problemas.

 

No responses yet

jan 26 2015

REFRESCO – 1

Published by under Jornalismo

REFRESCO_BORDO

0044

No responses yet

jan 26 2015

CHARGE – 2015

Published by under Jornalismo

HUMOR_BORDO

EXTINTOR

No responses yet

jan 26 2015

RAPIDINHAS DO JORNAL DO TOTONHO

Published by under Jornalismo

RABUGENTO-1

RAPIDINHAS DO JORNAL DO TOTONHO

Iva entrevista

Iva Maria entrevista nesta 2ª feira um grupo de jovens buzianos que montou um projeto chamado de ‘Por Cada Pé’, seriado com assuntos ligados a sua realidade. Também participa do papo Jiddu Saldanha, artista radicado em Cabo Frio.

Turismo – 1

A Associação de Hotéis do Estado (ABIH-RJ) e a secretaria estadual de turismo (Nilo Sérgio Félix) vão realizar encontros periódicos com a hotelaria do interior do estado para apresentar projetos de médio e curto prazo para fomentar o turismo na região.

Turismo – 2

Os encontros vão reunir, inicialmente, empresários e representantes das prefeituras e secretarias de Turismo da Costa Verde, Serra Imperial, Costa do Sol, Agulhas Negras e Vale do Café.

Abastecimento de água

A Prolagos garante que fez grandes investimentos para garantir o abastecimento de água, durante a alta temporada de Verão, em todos os municípios de sua área de atuação. E quanto ao esgoto?

Angra 1 bate recorde

A geração bruta da Usina Angra 1, em Angra dos Reis, atingiu, em 2014, 4.989.574,6 megawatts hora (MWh). Segundo a Eletronuclear, é novo recorde de geração de energia em anos com parada para reabastecimento de combustível: 5,43% a mais que o resultado de 2013.

No responses yet

jan 26 2015

REFRESCO – 2

Published by under Jornalismo

REFRESCO_BORDO

034

No responses yet

jan 24 2015

O REI ESTÁ NU!!!

Published by under Jornalismo

O-REI-ESTA-NU-1

No responses yet

jan 24 2015

CANTILENAS FASCISTAS

Published by under Jornalismo

NOT_E_COM_BORDO

FALANDO PARA O SEU PÚBLICO

A “mídia amiga” é um excelente termômetro para se medir a febre que acomete o “governo sereníssimo”, sempre que faz alguma bobagem ou mesmo se mete em apuros. A condenação do prefeito a 4 anos de inelegibilidade provocou um chilique fora de propósito na “mídia amiga”. Afinal, o Doutor Prefeito deitou falação, dizendo que vai conseguir reformar a decisão da justiça e assim por diante. A impressão que dá é que em função da reação de ira desmesurada de sua mídia, o prefeito teve que vir a público para acalmá-la. Como se dissesse, está tudo bem gente, não é agora que a casa vai cair: tá tudo certinho. Está mesmo?

CANTILENAS FASCISTAS

Certos setores da mídia, nas redes sociais, acreditam que quanto mais virulenta for a crítica, mas seus adversários se encolherão assustados com a linguagem agressiva e chula. Expressam sua própria incapacidade de gerar ideias, fatos políticos, contentando-se com xingamentos, ilações e seguidas tentativas de desmoralização do outro, quando na realidade o fazem a si próprios. De certa maneira, acabam por mostrar como a democracia é importante, é essencial. A democracia tolera até eles e deve ser assim. Agora, que fique bem claro, o quanto de fascismo encarnam.

AGARRADOS AO PODER

Alguns incautos imaginaram que o suposto corte de 20% nos salários do Doutor Prefeito, secretários e assessores especiais poderia provocar uma revoada, causando baixas no governo. Pura ingenuidade. Os rapazes que compõem o “governo sereníssimo” estão, digamos, muito bem instalados em seus gabinetes e deles não vão arredar pé. Só saem a fórceps, até porque conhecem a política de desenvolvimento e geradora de empregos, que o governo do qual fazem parte tem estimulado. Com outras palavras, aguentam até redução de 50%, na falta de coisa melhor. Não é? 

No responses yet

jan 24 2015

REFRESCO – 1

Published by under Jornalismo

REFRESCO_BORDO

0023

No responses yet

jan 24 2015

DÁ PENA!!!

Published by under Jornalismo

cabeca-quente

DÁ PENA!!!

A crise do petróleo não tem nada a ver com a prefeitura estar querendo cancelar a passagem a 50 centavos. É crise de falta de planejamento. É a mais pura e simples incompetência de um governo, que trouxe a passagem de 1 real para 50 centavos por pura bravata. Quando viu que não dava para segurar cancelou a emissão de novos “cartões dignidade” e nem assim está aguentando. O “governo sereníssimo” é de uma incompetência de dar dó: planejamento é uma palavra que não existe para este governo. Dá pena!!!

2 responses so far

jan 24 2015

ERA PRÉ DIGITAL

Published by under Jornalismo

PEDRITA

ERA PRÉ-DIGITAL

01 - As escolas da rede pública municipal de Cabo Frio estão voltando à era pré-digital, o que não é nenhuma surpresa, basta ver a direção da secretaria de educação. Quase todas não são mais informatizadas. Diretores tem que se virar em arrumar papel, aliás, todo tipo de papel, para manualmente fazerem seus trabalhos. O mesmo acontece com a frequência dos alunos, antes toda digitalizada.

02 – Algumas coisas explicam essa volta à era pré digital: a direção da secretaria de educação ainda não conseguiu se adaptar a essa nova era vivida pela humanidade; não consegue fazer devidamente a manutenção nos computadores e não pagam ou atrasam o pagamento das empresas responsáveis pela manutenção. Talvez queira mesmo anular a Era Digital, na qual a transparência é muito mais evidente.

03 – Se há um traço marcante no “governo sereníssimo”, este é a incompetência da parentada e dos amigos do peito. Querem fazer a matrícula pela internet, mas a reclamação é geral: inúmeras crianças vão ficar sem local para estudar, as vagas nas creches, acabaram em 10 minutos. Uma vergonha! Só uma pergunta pra tirar uma dúvida cruel: não tem dedo de vereador da base aliada nessa história?

No responses yet

jan 24 2015

RAPIDINHAS DO JORNAL DO TOTONHO

Published by under Jornalismo

RABUGENTO-1

RAPIDINHAS DO JORNAL DO TOTONHO

Eleição

O engenheiro André Lisandro foi eleito, na quinta-feira, conselheiro do CREA RJ, na Câmara de Engenharia Civil e Engenharia Ambiental, representando a ASAERLA.

Mercado imobiliário

BUITRAGO_2

Muito boa a análise feita pelo empresário Jefferson Buitrago a respeito do mercado imobiliário de Cabo Frio, no Programa Sidnei Marinho. A repercussão foi grande nas redes sociais.

Boulevard Canal

Está pegando muito mal para o “governo sereníssimo” a reforma de quinta feita no Boulevard Canal. Antes de terminada a “reforma”, já era visível a má qualidade da obra.

Quanto vai custar?

Quanto vai custar mais uma ajeitada no Boulevard Canal? Quanto vai custar mais uma “reforma” , no shopping dos biquínis, na Gamboa? É preciso mais zelo pelo dinheiro público. Não é?

Comemoração

JOSE-SETTE-2

O cineasta José Sette está de volta a Cabo Frio. Foi comemorar seus 38 anos e mais alguma coisa, no Fiorentina, tradicional restaurante, no bairro do Leme, no Rio de Janeiro.

No responses yet

jan 24 2015

REFRESCO – 2

Published by under Jornalismo

REFRESCO_BORDO

0011

No responses yet

jan 24 2015

DELÍCIAS DA LENINHA

Published by under Jornalismo

DELICIAS-DA-LENINHA

No responses yet

jan 24 2015

PULSAR: FOTOGRAFIA E PROGRAMAÇÃO VISUAL

Published by under Jornalismo

BANNER-PULSAR

No responses yet

jan 24 2015

JEFFERSON BUITRAGO IMÓVEIS

Published by under Jornalismo

BANNER-BUITRAGO-2

No responses yet

jan 23 2015

SARAH DHY E BABAU – DOMINGO – 13H – TAMOIO

Published by under Jornalismo

SARAH-BABAU

O show de samba, com Sarah Dhy e Babau, acontece no domingo, 25, às 13h, no Tamoio Esporte Clube. Imperdíve!

No responses yet

jan 23 2015

QUEDA DE BRAÇO?

Published by under Jornalismo

DIRLEI_PEREIRA_02   X   FACURY

A migração da SUPIR para a secretaria de governo, sob o controle de Dirlei Pereira, enfraquece a posição política do secretário de cultura, José Facury, que perde um importante órgão em sua estrutura. Por outro lado mostra que Dirlei Pereira recupera sua força política dentro do “governo sereníssimo”, enfraquecida na sua passagem pela secretaria de saúde, quando foi bombardeado pela bancada governista, na câmara de vereadores.

No responses yet

jan 23 2015

COMO É QUE FICA?

Published by under Jornalismo

confete-serpentina

COMO É QUE FICA?

Orçados em 2 milhões e 400 mil reais, os festejos dos 400 anos de Cabo Frio não constaram na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias). Segundo as “paredes murmurantes” do Palácio Tiradentes, sede da prefeitura, estes recursos terão que ser buscados em instituições financeiras oficiais e privadas. Com o aperto do crédito, a alta da taxa de juros e a crise no repasse dos royalties, como vão ficar os festejos anunciados pela prefeitura com pompa e circunstância?

No responses yet

jan 23 2015

SUPERINTENDÊNCIA DA IGUALDADE RACIAL PASSA PARA O CONTROLE DE DIRLEI PEREIRA

Published by under Jornalismo

JOSE_LEANDRO_1 & FABIO-EMECE

SUPERINTENDÊNCIA DA IGUALDADE RACIAL PASSA PARA O CONTROLE DE DIRLEI PEREIRA

José Leandro Junior, foi indicado pelo vereador Eduardo Kita (PT), membro da bancada governista e sobrinho do prefeito Alair Francisco (PP) para a Superintendência de Igualdade Racial. José Leandro substitui o professor Fábio Emecê. Por razões políticas, o órgão sai da secretaria municipal de cultura, leia-se José Facury, e passa para a estrutura da secretaria de governo, pilotada por Dirlei Pereira.

No responses yet

jan 23 2015

O PREFEITO DO CAPÃO DA PACA

Published by under Jornalismo

NOT_E_COM_BORDO

ALAIR_1

O PREFEITO DO CAPÃO DA PACA

O prefeito de Cabo Frio, fala em construir no Capão da Paca, uma réplica canhestra da Praça Porto Rocha nos anos 30 e 40, digna de um filme classe C, de Bollywood. Que tal a “mídia amiga”, sempre tão prestativa, ter a coragem e o desprendimento de fazer uma matéria com os patrimônios ambiental e histórico, destruídos nos períodos em que o velho alcaide governou? A reportagem pode ser feita, tendo como meio de transporte o “ônibus londrino”: nada mais brega.

A OBRA VAI TERMINAR?

Após o anúncio que a crise do repasse dos royalties vem por aí, os comerciantes e moradores da Avenida Joaquim Nogueira, em São Cristovão estão apavorados. Sem crise, a obra da Avenida Joaquim Nogueira se arrasta a dois anos, quebrando não apenas calçadas, mas muitos comerciantes. Com a crise será que a obra vai terminar? Tai uma pergunta bastante razoável. Por onde anda a resposta?

SALVE-SE QUEM PUDER

O leitor deve imaginar todo o aparato intelectual que a prefeitura de Cabo Frio, através do “governo sereníssimo” dispõe para vencer a crise, que se avizinha. Certamente, entre a parentada e os bajuladores de plantão, que povoam o governo, estão administradores de empresas, gente também com muita experiência em gestão de finanças públicas municipais e com certeza uma penca de economistas renomados. Fora isso, salve-se quem puder.

 

No responses yet

jan 23 2015

NAS EMBAÚBAS QUE AINDA SOBRAM NO PERÓ – Antônio Ângelo Trindade Marques

Published by under Jornalismo

embaubas

No responses yet

jan 23 2015

REFRESCO – 1

Published by under Jornalismo

REFRESCO_BORDO

06

No responses yet

jan 23 2015

O VENTILADOR

Published by under Jornalismo

HUMOR_BORDO

CHARGE

No responses yet

jan 23 2015

RAPIDINHAS DO JORNAL DO TOTONHO

Published by under Jornalismo

RABUGENTO-1

RAPIDINHAS DO JORNAL DO TOTONHO

“Choque de Ordem virou piada

O “Choque de Ordem” virou piada nos bares e esquinas da cidade. Vale tudo! Quem manda na Praia do Forte são os barraqueiros e ambulantes. Os banhistas que se virem para encontrarem um lugar na areia.

A cidade está uma bagunça

A impressão que a população moradora de Cabo Frio tem é que a prefeitura, pilotada pelo “governo sereníssimo”, perdeu o controle da situação e está deixando a rola: a cidade virou uma bagunça!

Turismo de massa, sinônimo de prejuízo

A destruição que o turismo de massa causa aos equipamentos urbanos do município deveria ser contabilizada. Além do desassossego que causa a população o turismo de massa gera grandes prejuízos. Se fizer uma contabilidade apurada, logo vai se ver, que não vale a pena.

 JULIETH

Jullyet Souza

A manequim e atriz cabo-friense, Jullyet Souza, está de férias, curtindo com a família a Praia do Forte. Jullyet sempre se coloca nas redes sociais pela ampliação dos espaços para modelos e atrizes negros. É por aí.

Quem não quer?

Por que a informatização dos postos de saúde da prefeitura de Cabo Frio, anunciada aos quatro ventos por um vereador da base, nunca saiu do papel? Será que existem vereadores, que não querem esta informatização?

No responses yet

jan 23 2015

REFRESCO – 2

Published by under Jornalismo

REFRESCO_BORDO

009

No responses yet

jan 22 2015

INACREDITÁVEL – FURTADO EM FRENTE A PREFEITURA DE CABO FRIO

Published by under Jornalismo

Advogado é vítima de furto em frente ao prédio da Prefeitura de Cabo Frio

Carro de Durval Fagundes teve os vidros quebrados e bandidos levaram pasta com todo seu material de trabalho

por O Globo

21/01/2015 22:28 / Atualizado 21/01/2015 23:08

CABO FRIO – O advogado especialista em direito administrativo Durval Fagundes foi vítima de um furto em frente à Prefeitura de Cabo Frio, na Região dos Lagos, na tarde desta quarta-feira. Fagundes relatou que foi até a prefeitura para pegar um documento e quando ele saía do prédio, por volta das 15h, viu um homem que parecia estar trabalhando como guardador de carros quebrando o vidro do seu veículo e pegando rapidamente sua pasta, com seu laptop dentro. O assaltante tinha um comparsa à sua espera. A dupla fugiu em uma motocicleta.

- Minha vida estava naquela pasta. Muitas escrituras originais de clientes, cheques de clientes para fazer pagamento de imóveis vendidos, diversos documentos de trabalho. a situação mais complicada é mesmo a do meu laptop, perdi seis meses de trabalho sem chance de recuperação. Eu faço backup dos arquivos a cada seis meses, estava quase no momento de fazer novamente – contou o advogado.

Durval explicou que ainda não registrou a ocorrência porque teve que correr de volta para sua casa, em Barra de São João, para sustar o cheque dos clientes e resolver as questões mais urgentes. Segundo ele, esse tipo de ação é comum nas ruas do Centro de Cabo Frio.

- Hoje mesmo, após relatar o que aconteceu comigo e falaram de quatro arrombamentos de carros em situação semelhante. Essa não é a primeira, a segunda ou a quinta vez que isso acontece. Os moradores do bairro já estão escolados. Não deixam nada nos veículos estacionados na rua. A situação está difícil.

Fagundes vai registrar a ocorrência nesta quarta-feira na 126ª DP (Cabo Frio).

No responses yet

jan 22 2015

SANTO SAMBA & PARÓKIA & MAKLEY MATOS – 24 DE JANEIRO, NO COSTA AZUL

Published by under Jornalismo

SANTO-SAMBA

No responses yet

jan 22 2015

PESCANDO – Antônio Ângelo Trindade Marques

Published by under Jornalismo

PESCANDO

No responses yet

jan 22 2015

DESPERDÍCIO DE DINHEIRO PÚBLICO

Published by under Jornalismo

NOT_E_COM_BORDO

DESPERDICIO-INCOMPETENCIA

DESPERDÍCIO DE DINHEIRO PÚBLICO

Depois de gastarem impunemente cerca de 8 bilhões de reais em repasses dos royalties do petróleo, os últimos prefeitos cabofrienses estão “chorando pitangas”, em função do recuo do preço do petróleo, no mercado internacional. Queriam continuar gastando nababescamente, sem pensar no futuro da cidade e de sua população. Os únicos interesses que os move é o ganho político imediato e a permanência eterna no poder, num revezamento, que pasteuriza a vida pública municipal: sempre o mais do mesmo, sem qualquer mudança comportamental ou mesmo de hábitos administrativos.

A HISTÓRIA TAMBÉM SABE PUNIR

Esses caciques da política cabofriense comportam-se como se a história fosse capaz de ser congelada, mantendo-se estática para gozo e fruto de dois grupos políticos, que tem muita semelhança entre si. O “fim da história” é uma quimera. Mesmo com todos os entraves e muitas perdas, a roda da história se mexe, carcomendo velhas estruturas e introduzindo fatos e novos personagens, que tenderão ao longo do tempo assumir o papel de protagonistas. As eleições de 2014 foram bastante didáticas neste sentido. Nenhum candidato apoiado pelo atual prefeito conseguiu se eleger. O ex-prefeito, com muita dificuldade chegou à primeira suplência da câmara federal. O único a se eleger foi o deputado estadual Janio Mendes. A história costuma punir quem nela não presta atenção.

 

No responses yet

jan 22 2015

REFRESCO – 1

Published by under Jornalismo

REFRESCO_BORDO

006

No responses yet

jan 22 2015

PREFEITO E PORTARIADOS: A DEPENDÊNCIA É MÚTUA

Published by under Jornalismo

NOT_E_COM_BORDO

ARVORE-GENEALOGICA-DO-PREFEITO

PREFEITO E PORTARIADOS: A DEPENDÊNCIA É MÚTUA

Até o momento o ilustre prefeito de Cabo Frio não se habilitou a cortar a imensa quantidade de portarias, que seu governo abriga. Por que não? Porque a base do seu poder está justamente aí. Os portariados (aqueles que ocupam cargos de comissão) são parentes e cabos eleitorais, que se perderem as benesses da prefeitura vão ficar em situação bastante difícil. Por quê? Porque não tem competência para disputar empregos no mercado de trabalho. A eles resta bajular o prefeito como forma de sobrevivência econômica e financeira. Na realidade, o prefeito precisa deles e eles precisam do prefeito: uma combinação quase perfeita.

ELES SE COMPLETAM

Não é por acaso que secretários, assessores especiais (cerca de 40) ficaram calados e de cabeça baixa, mesmo quando foram insultados pelo prefeito, que chamou a todos, publicamente de “lerdos, molóides e preguiçosos”. Ninguém teve a coragem de pedir o boné e ir embora para casa. O prefeito pode dizer o que quiser e acrescentar adjetivos ainda mais duros, que todos permanecerão com a mesma postura, que tiveram antes. Submissão absoluta! É esta equipe de homens livres e corajosos, que parece administrar a nossa cidade. Parece, apenas parece, porque o que está se vendo em Cabo Frio, em termos de competência administrativa é uma brincadeira de mau gosto, onde toda a população perde.

No responses yet

jan 22 2015

REFRESCO – 2

Published by under Jornalismo

REFRESCO_BORDO

01

No responses yet

jan 22 2015

INTOLERÂNCIA RELIGIOSA – é crime de ódio e fere a dignidade humana.

Published by under Jornalismo

INTOLERANCIA-RELIGIOSA-1

No responses yet

Next »