mai 03 2016

EDITORIAL – É HORA DOS SANGUESSUGAS VOLTAREM PRA CASA.

Published by under Jornalismo

EDITORIAL AZUL ESCURO

CHARGE-13

É HORA DOS SANGUESSUGAS VOLTAREM PRA CASA

O modelo 20 anos, baseado em royalties fartos, inchaço da máquina pública, empreguismo generalizado e corrupção vive seus estertores.

O modelo inaugurado em 1997 conseguiu o milagre de torrar nas duas últimas décadas cerca de 10 bilhões de reais, agravando os problemas do município, em todos os campos que se possa imaginar.

São cada vez mais graves os problemas relativos ao crescimento urbano desordenado, a violência desenfreada, a poluição, a destruição dos bens naturais e culturais, ou seja, a herança é pesada e os próximos governantes terão que enfrentar uma barra pesada.

O que mais choca é que aqueles que empalmaram o poder durante os últimos vinte anos não queiram “largar o osso”. Não tenham sequer o mínimo de consciência do mal que fizeram a cidade e insistam em querer continuar a governá-la.

Não é pra menos, fizeram do povo “gato e sapato”, manipularam e construíram impérios, que estão ruindo, esfarelando. É hora dos sanguessugas voltarem pra casa.

No responses yet

mai 03 2016

100ª EDIÇÃO DO JORNAL NÁUTICO CONVÉS.

Published by under Jornalismo

CONVES

No responses yet

mai 03 2016

RAPIDINHAS DO JORNAL DO TOTONHO

Published by under Jornalismo

RAPIDINHAS AZUL ESCURO

SILAS_BENTO_1

Chororô & Queixumes

O chororô e os queixumes do vice-prefeito Silas Bento (PMB) continuam. O comportamento não muda desde o início do governo, com períodos em que cresce o tom em função de alguma pretensão não atendida. Após os resultados eleitorais de 2014 sossegou bastante.

Parceria com Eduardo Cunha

Nas eleições para a Assembleia Legislativa, em 2014, Silas Bento exibia todo prosa o apoio do deputado Eduardo Cunha (PMDB). Hoje, Eduardo Cunha é o presidente da Câmara de Deputados Federais, mas tem no encalço a Procuradoria Geral da República, que pediu ao STF, 184 anos de prisão para o deputado.

“Facão Guarany”

A executiva regional do PT definiu que vai passar o “facão Guarany” em todas as coligações municipais com o PMDB. Portanto, o PT de Cabo Frio que tinha feito acordo com Marquinho Mendes (PMDB) mesmo ele tendo votado as “pautas bombas” de Eduardo Cunha, vai ter que procurar outro abrigo.

DIRLEI_PEREIRA_01

Dirlei, prefeito?

O ex-vereador Dirlei Pereira, ocupou três cargos de importância no governo de Alair Francisco: foi secretário de governo, saúde, turismo e tem relação muito estreita com o “prefeito sereníssimo”. Candidatura a prefeito vai depender do acordo com Alair.

ALAIR_1

Polarização sem Alair

O mundo político espera a polarização nas eleições de outubro. Pode ocorrer mesmo, mas sem a presença do “prefeito sereníssimo”, que no momento amarga apenas 4% de intenções de votos e sem tempo para reverter o quadro, que lhe é muito desfavorável.

Copiando o “professor”

Alguns nomes da mídia cabofriense ficaram espantados com o ex-prefeito cabofriense Marquinho Mendes (PMDB), usando a mesma linguagem de Alair: “Cabo Frio vai voltar a sorrir”. O “aluno” aprendeu direitinho? Aprendeu até demais!

Janio X Marquinho

Tudo leva a crer que caso a polarização aconteça ela vai se dar entre o deputado Janio Mendes (PDT) e o ex-prefeito Marquinho Mendes (PMDB). O “sereníssimo” tem uma rejeição tão alta, que não vai dar tempo de reverter, mesmo com o grupo de Marquinho incentivando sua campanha, porque Alair é o melhor adversário que o pode querer.

A cidade mudou!

As mídias de Alair e Marquinho estão fazendo o possível e o impossível para manter o mesmo quadro da aliança do Projeto 2º Anos, como se Cabo Frio não tivesse mudado. A cidade mudou e muito. Os royalties sumiram na avalanche da irresponsabilidade, provocando uma crise, que agora está sendo sentida por toda a população.

No responses yet

mai 03 2016

CHARGES

Published by under Jornalismo

CHARGES AZUL ESCURO

CHARGE-3

CHARGE-4

CHARGE-5

No responses yet

mai 03 2016

BÚZIOS

Published by under Jornalismo

BÚZIIOS AZUL ESCURO

BB

Alexandre Martins é multado

O pré-candidato a prefeito Alexandre Martins (PRB) foi multado pela justiça eleitoral em 5 mil reais, por fazer campanha extemporânea e por distribuir lanches durante reunião política. O candidato está dizendo a que veio, na política buziana.

MIRINHO_BRAGA_6

Mirinho: vitória na justiça.

O ex-prefeito Mirinho Braga (PDT), através de seus advogados Renata Alencar e Sergio Luis derrubou por unanimidade, no TJ (Tribunal de Justiça), uma decisão que tinha sido contra ele, líder pedetista, na primeira instância da Comarca de Búzios.

Grande rejeição

O PMDB fez, recentemente, uma pesquisa de intenção de votos em Búzios e pode verificar que a situação de André Granado (PMDB) é crítica. Está em terceiro na pesquisa e ganha por muito pouco de Alexandre Martins (PRB), mas com um índice de rejeição altíssimo.

ANDRE-GRANADO

Abuso de poder

O prefeito Andre Granado (PMDB) está, em horário de aula, pegando alunos da rede pública de ensino para dar um passeio com ele pela cidade. O detalhe significante é que os alunos têm que ter 16 anos ou mais. Não sei se podemos chamar a atitude de abuso de poder, campanha eleitoral antecipada ou “Tô nem aí” para a justiça eleitoral.

Messias em situação eleitoral difícil.

A migração da vereadora Joice Costa, do ninho tucano, do PSDB para o PP, deixou o vereador Messias Carvalho numa situação eleitoral para dizer o mínimo, desconfortável, com possibilidade remota de reeleição.

MESSIAS-CARVALHO-3

Mudanças partidárias

Apesar de ter sido eleito com Mirinho Braga, no PDT, o vereador Messias Carvalho, agora no PP liderado pelo vereador Henrique Gomes, tem sido um dos pilares da bancada governista na Câmara. O vereador esteve no PT, PDT e agora no PP.

Na falta de ter o que inaugurar …..

André Granado (PMDB) esta inovando. Essa semana ele reinaugurou e reabriu uma biblioteca criada na gestão Mirinho Braga (PDT) e fechada por ele, “doutor”. Na falta de ter o que inaugurar, o “doutor” reinaugura, o que Mirinho Braga já tinha feito.

Tentando diminuir a rejeição

Como o prefeito tem índice de rejeição altíssimo uma das maneiras que encontrou para tentar diminuí-la é inventar inaugurações, uma sobre a outra. Como não tem obras para isso, inaugura qualquer coisa e na falta, reinaugura. A estratégia não tem dado certo.

No responses yet

mai 03 2016

SEBO DO LANATI – https://goo.gl/Y76

Published by under Jornalismo

SEBO_LANATI

https://goo.gl/Y76

No responses yet

mai 03 2016

MM – MASSAS & CIA.

Published by under Jornalismo

MM-MASSAS

No responses yet

mai 03 2016

NÔMADE ARTES GRÁFICAS

Published by under Jornalismo

BANNER_NOMADE_01

No responses yet

mai 03 2016

CENTRO DE BELEZA RÚBIA DUARTE

Published by under Jornalismo

RUBIA-DUARTE

RUBIA-TERCA

No responses yet

mai 02 2016

EDITORIAL – PARTICIPAR É TUDO!

Published by under Jornalismo

EDITORIAL AZUL ESCURO

POLITICA

PARTICIPAÇÃO É TUDO!

O clima começa a esquentar nesse ano eleitoral de 2016. Os candidatos tentam ocupar todos os espaços possíveis, garimpando partidos e lideranças políticas, comunitárias e até mesmo religiosas.

Em meio a esse processo de conquista, ampliação e consolidação de espaços os atritos são inevitáveis. Não só! É também a oportunidade para encaminhar conversas e alianças outrora inimaginadas, mas possíveis.

A política é universo amplo e em contínua expansão, na qual cabem conflitos que atravessam décadas. Reconciliações espetaculares e parcerias entre lideranças que buscam empalmar o poder.

A política é, portanto, lugar ideal para observações e estudos antropológicos e sociológicos. Muita gente a repudia sem saber exatamente por que e esquece que sem ela é impossível viver.

Não existe mundo sem política. Quem dela não participa entrega a outros o direito de escolher o seu destino, de sua família, enfim, da sociedade como um todo.

Participação é tudo!

No responses yet

mai 02 2016

JORNAL NÁUTICO CONVÉS – EDIÇÃO Nº 100.

Published by under Jornalismo

CONVES

Em 2006 já era bem claro a vocação náutica da nossa Região.Daí, a frota de embarcações cresceu além do esperado beneficiando o mercado náutico e toda infra estrutura contratada. Hoje tem grande parcela na economia da Região dos Lagos.
Chegar a 100ª edição com a mesma linha editorial firmada em informar produtos,equipamentos , profissionais náuticos ,meio ambiente e eventos relacionados é de grande satisfação para os editores desta literatura náutica.

No responses yet

mai 02 2016

RAPIDINHAS DO JORNAL DO TOTONHO

Published by under Jornalismo

RAPIDINHAS AZUL ESCURO

RAFAEL_PECANHA

Rafael Peçanha – 3º capítulo da novela.

O professor e blogueiro Rafael Peçanha está anunciando para esta segunda-feira o 3º capítulo da novela “Cadê o dinheiro que estava aqui?” A novela está cada vez mais quente e não vale a pena perder nenhum capítulo. O endereço do blog do professor é: www.rafaelpecanha.com

JANIO-1

Nem lancha e muito menos salinas

O deputado Janio Mendes (PDT) foi o entrevistado de Ademilton Ferreira e Ricardo Sanchez, na manhã de sexta-feira, na Rádio Litoral FM. Entre outras coisas Janio reafirmou que o “professor” e o “aluno” se encontram em lanchas e salinas e que “brigam de manhã e se encontram na calada da noite”.

Ensino público e privado

Por falar em “professor” e “aluno”, muita gente pergunta na rua, nos bares e cafés, qual a matéria que o “professor” ensina? Ora, a matéria na qual sempre foi especialista desde que deixou de ser marcador de relógio de energia da Celf: administração pública e privada. O “aluno” aprendeu e como aprendeu.

Abaixo do volume morto

Alguns vereadores que durante bom tempo viveram sob as asas do “governo sereníssimo”, inclusive na área de educação com contratos e portarias, resolveram cair de pau no prefeito. Como o governo está mal das pernas, querem tirar uma onda de oposição pra ver se conseguem se reeleger.

Só na ilusão!

Imagine caro leitor, “cabos e sargentos eleitorais” do ex-prefeito Marquinho Mendes (PMDB), tentando iludir a população sobre o empréstimo que a prefeitura de Cabo Frio quer arrancar do governo federal. Segundo essa turma, a grana está saindo. É muito engraçado!

Nervosismo & Agressividade

Os “cabos eleitorais” do ex-prefeito Marquinho Mendes (PMDB) andam muito nervosos e agressivos, tanto nas redes sociais, como nas ruas. Pode-se imaginar os motivos, que começam nos escalões mais altos, mas, convenhamos, não há necessidade de perder a compostura.

RENATO_VIANNA_03   &   RENATINHO_VIANNA

O fruto não cai longe do pé.

A equipe de marketing político de Renatinho Vianna bem que tenta esconder, mas o pai do candidato, o ex-prefeito cabista, Renato Vianna, que estava “exilado” como secretário em Cabo Frio, está na coordenação de campanha do filho, Renatinho.

Pela hora da morte!

Em Cabo Frio a barra pesou de vez! Araruama está segurando a onda do IML (Instituto Médico Legal), de Cabo Frio. Além disso, o Cemitério Santa Izabel está praticamente abandonado, deixando os funcionários em situação vexatória e as famílias que querem enterrar seus mortos sem saber o que fazer.

Sem competência e transparência

O governo de Alair Francisco (PP) vive reclamando da falta de grana. Como explicar então que a toda hora a prefeitura de Cabo Frio tenha dinheiro bloqueado por desorganização administrativa e falta de transparência, por não enviar os dados necessários para receber os repasses federais?

ALAIR_19

Só a peruca!

Durante a campanha eleitoral quando perguntado sobre programas de governo, Alair dizia que era um homem público experiente e que tudo estava na sua cabeça. Hoje, ficou muito claro que a única coisa que realmente estava na cabeça era a peruca.

No responses yet

mai 02 2016

FOTOS – PRAIA BRAVA – Antônio Ângelo Trindade Marques.

Published by under Jornalismo

FOTOS AZUL ESCURO

PRAIABRAVA

No responses yet

mai 02 2016

BÚZIOS

Published by under Jornalismo

BÚZIIOS AZUL ESCUROBB

Olha só!

O blog do competente jornalista Alessandro Teixeira (www.alessandroteixeira.com.br), entre outras notícias mostra que Búzios tem proporcionalmente o 2º maior número de servidores públicos no Estado do Rio de Janeiro. Tem que estar em crise. Não é “doutor”?

Irresponsabilidades

Mirinho Braga (PDT) sempre tem que segurar como prefeito os efeitos da inconsequência e irresponsabilidade dos antecessores. Assim foi com Toninho Branco e tudo leva a crer que o mesmo vai acontecer no período pós-“doutor” André Granado (PMDB).

Mais desgaste

A população buziana está a cada dia mais revoltada com a continuação do despejo do esgoto ‘in natura’, nas praias e lagoas do município. A situação é grave e se constitui em mais um ponto de desgaste do governo de “doutor” André.

Jogo de empurra

A sabatina a qual a direção da Prolagos foi submetida na Câmara não mudou muita coisa: as alegações da empresa são sempre as mesmas e a referência é o contrato. É um jogo de empurra entre o monopólio privado e a prefeitura. Caso não exista vontade política deste “mato não sai cachorro”.

Contatos políticos – 1

Os observadores políticos acreditam que o fim do instituto da reeleição para os novos prefeitos eleitos está facilitando os acordos que o ex-prefeito Mirinho Braga (PDT) está costurando com candidatos de outros partidos. Existe consenso que Búzios não resiste a outro mandato do grupo político do “doutor”.

Contatos políticos – 2

O ex-prefeito tem dito a vários amigos, correligionários e assessores que para ele é essencial recuperar Búzios das mãos de quem ele considera um grupo político nocivo à cidade. Daí os seus contatos cada vez mais frequentes para fazer uma frente de oposição.

SHIRLEI_COUTINHO_BRANCO_TONINHO_2

Toninho Branco: tamanho político

O ex-prefeito Toninho Branco (PR) lançou a sua esposa Shirlei Coutinho como “prefeitável”. Há quem diga que é mais uma plataforma política de negociação. O ex-prefeito quer avaliar o tamanho que ainda tem na cidade.

MIRINHO_BRAGA_6

Mirinho Braga

Bom dia!

Só de desapropriações, nosso Município tem, hoje, um déficit financeiro que supera o montante de 50 milhões. Essa dívida vai cair, como uma bomba, no colo da próxima gestão e, consequentemente, no bolso dos contribuintes buzianos. Depois de muitos percalços, desencontros e falta de cuidado com o dinheiro público de uma gestão desastrosa, descobrimos que a falta de responsabilidade com a causa pública não fica por aqui, pois chega a nós a informação que o senhor prefeito não está fazendo os devidos repasses ao FUNPREV, Fundo de Previdência dos funcionários públicos municipais ( criado em nossa gestão ), essa dívida que hoje está em torno de 5 milhões, pode transformar-se numa bola de neve causando muitos problemas para a cidade e para nossos aposentados.
Lucidez, competência e responsabilidade com a coisa pública é o que pedimos.
Não era essa a receita?
Bom dia

No responses yet

mai 02 2016

CALENDÁRIO ELEITORAL DE 2016

Published by under Jornalismo

CALENDARIO

No responses yet

mai 02 2016

CHARGES – CONTRA O GOLPE!

Published by under Jornalismo

CHARGES AZUL ESCURO

CHARGE-2

CHARGE-3

CHARGE-1

No responses yet

mai 02 2016

REFRESCO

Published by under Jornalismo

REFRESCO AZUL ESCURO

SEXY-0001

SEXY-001

SEXY-01

No responses yet

mai 02 2016

CRÔNICA & POESIA – Alberto da Costa e Silva.

Published by under Jornalismo

CRÔNICA E POESIA AZUL ESCURO

ALBERTO

SONETO A VERA

Alberto da Costa e Silva

Na relva iluminada pelos pássaros,
reclinas o teu corpo. Separada
dos dois lados da noite, quando o sol
recolhe ou desenrola as suas velas,

do touro ao meio-dia, e das fases
da lua, e do que muda e se disfarça,
e das grama e das aves que ali pastam,
respiras, te espreguiças, alinhavas

o teu ser contra o céu, enquanto passam
o chuviscar, o abrir do sol, os galgos
do verão e do inverno, as estações

da manga e do caju. E vais, deitada,
como um barco na praia, alheia ao tempo
a se bordar no bastidor da tarde.

TRISTE VIDA CORPORAL

Alberto da Costa e Silva

Se houvesse o eterno instante e a ave
ficasse em cada bater d’asas para sempre,
se cada som de flauta, sussurro de samambaia,
mover, sopro e sombra das menores cousas
não fossem a intuição da morte,
salsa que se parte… Os grilos devorados
não fossem, no riso da relva, a mesma certeza
de que é leve a nossa carne e triste a nossa vida
corporal, faríamos do sonho e do amor
não apenas esta renda serena de espera,
mas um sol sobre dunas e limpo mar, imóvel,
alto, completo, eterno,
e não o pranto humano.

 

No responses yet

mai 02 2016

ARTIGOS – UM PAÍS SOB IMPEACHMENT – Mauro Santayana.

Published by under Jornalismo

ARTIGO AZUL ESCURO

MAURO_SANTAYANA_03

UM PAÍS SOB IMPEACHMENT

Traduzida, de forma literal, a palavra inglesa impeachment significa, em português, impedimento.
Ela está relacionada à ideia de retirar-se do poder um presidente que tenha cometido grave infração, de ordem criminal ou constitucional.
No esporte, o termo impedimento – que muitas vezes pode ser imposto taticamente pela defesa contra a outra equipe – está ligado à décima-primeira Lei do Futebol, que se refere à situação em que um jogador está em posição inadequada ou interfere com uma jogada em curso.
Nos dois casos, a imposição do impedimento está dirigida a impedir que prossiga o avanço do adversário, que pode estar prestes a marcar um tento, fazendo com que ele seja obrigado a recomeçar, praticamente do zero, a busca pela consecução de seus objetivos, que são o gol e a vitória.
O problema é quando, no afã de paralisar o inimigo, corre-se o risco de “impedir” a própria partida, e, em última instância, até mesmo o público presente no estádio.
E é isso o que está ocorrendo, e continuará em jogo, no Brasil, em caso de aprovação do impeachment, hoje, ou na próxima jogada, que será decidida, em maio, na pequena área do Senado.
O Congresso irá decidir, não apenas o impeachment de Dilma, mas se o país continuará “impedido” do ponto de vista político – e, por extensão, econômico – até, pelo menos, 2018.
Afinal, o “impedimento” do Brasil – que já se adivinhava quando tudo se fez para sabotar a realização da Copa do Mundo – começou, de fato, quando acabaram as últimas eleições.

IMPEDIMENTO
Da sabotagem permanente, com as pautas-bombas no Congresso, às decisões e liminares judiciais, incluída a mudança das regras do jogo no meio da partida, como foi o caso das “pedaladas fiscais”, à insuportável, diuturna, pressão da mídia, alimentada por uma estratégia deliberada de lançar a população contra o governo, e a fábrica de factoides da Operação Lava-Jato, baseada, majoritariamente, em prisões ilegais, o cerceamento ao direito de defesa e delações premiadas, o país entrou em situação de impedimento prático, concreto, no dia primeiro de janeiro de 2015, para nunca mais voltar ao normal.

Um “impedimento” agravado pela decisão da Presidente Dilma, de ceder à pressão da mídia e dos adversários, e, no lugar de lançar mão de parte das reservas internacionais para liquidar a questão das “pedaladas” logo no início do governo, e criar um fundo que reestimulasse a economia, aceitar que o país estava em “crise” e em recessão, e se deixar pautar pela agenda recessiva imposta pelos “mercados”, vestindo – por ausência de uma reação articulada e à altura – a carapuça de “mentirosa” e “incompetente”, sem reagir, na política econômica e na comunicação.
Um “impedimento” agravado, também, do ponto de vista psicológico, pela busca do “quanto pior melhor”, e pela campanha permanente de crise, destinada a provocar confusão e desalento nas pessoas, embora os bares, pelo menos em Brasília, continuem tão lotados como os aviões, as rodoviárias, as estradas e os aeroportos nas férias e nos feriados.
Com isso, consolidaram-se, em um ano precioso, os paradigmas dos adversários do governo, que acabaram conduzindo, pela incompetência, isso sim, estratégica do Palácio do Planalto, o país à situação em que se encontra.
Neste momento, a parte mais conservadora e parcial da mídia, e as “organizações”      que estão por trás dos movimentos antipetistas, assim como os inimigos do governo no Congresso, conseguiram convencer o senso comum de que basta tirar Dilma do poder, para que o país volte aos trilhos, com a sua reorganização política e fiscal, e crescimento econômico, do consumo e do emprego.
Mas isso dificilmente ocorrerá.
Primeiro, porque a bolsa subirá fortemente por um intervalo curto, e muita gente vai ganhar milhões de reais, em poucos dias, especulando com o câmbio e com ações, mas, depois, o peso da crise internacional, que depende de fatores como a China e o preço das commodities, incluído o petróleo, voltará a se impor, assim como a percepção, como já mostram matérias em jornais estrangeiros como o New York Times, de que o que está ocorrendo no Brasil é um golpe judiciário-midiático organizado por gente como Eduardo Cunha, contra uma presidente da República sobre a qual não pesam acusações de enriquecimento ilícito.
E, em segundo lugar, porque o país continuará, de fato, imobilizado, sob impeachment permanente, porque, no dia seguinte ao de sua posse, poderá começar, clom a banalização da utilização desse instrumento a partir de agora, o processo de impeachment do hoje vice-presidente Michel Temer, baseado no fato, lógico, consequente, dele ter cometido os mesmos supostos “crimes” de Dilma, em uma situação que será influenciada também pela atitude que será adotada por um PT ferido e indignado com a queda da Presidente da República.
Meses se passarão, no tempo em que se desenrolar o impeachment de Michel Temer.
Depois dele, em caso de aprovação, se já não tiver sido – o que é cada vez mais improvável – cassado Eduardo Cunha, começará a ser discutido o impedimento do Presidente da Câmara dos Deputados, caso ele venha a tomar posse como Presidente da República.
E, depois, ocorrerá o mesmo com o Presidente do Senado, Renan Calheiros, caso este venha a suceder o atual Presidente da Câmara dos Deputados, até que as eleições de 2018 venham a ser provavelmente realizadas sob a batuta do Ministro Ricardo Lewandowski, como último elo da corrente sucessória presidencial.
O impeachment da Presidente Dilma, portanto, não acabará com o “impedimento” do Brasil.
Com ela no poder, em sua peculiar situação atual, ainda é possível forjar um amplo acordo nacional que garanta a governabilidade, mesmo que seus adversários venham a vencer – se concentrarem-se nisso e não no caos – as eleições municipais deste ano, aproveitando o enfraquecimento institucional do Partido dos Trabalhadores.
Sem ela, o avanço do estraçalhamento  político e econômico do país continuará, inexoravelmente.
Não apenas por causa da insegurança jurídica que envolve os três possíveis “impincháveis” seguintes, em sua linha de sucessão.
Mas também porque nesse clima de incerteza e de disputa pelos despojos – já se começa a dividir a pele do urso, ou melhor, da ursa, antes que ela tenha sido abatida pelo caçador – depois de toda essa lambança vai ser difícil costurar uma aliança que dure o suficiente – considerando-se principalmente as incógnitas Moro e Bolsonaro – para a travessia até 2018, e – como diria o astronauta de plástico, Buzz Lightyear – se o país não começar a tomar juízo, política e democraticamente – depois de 2018, ao infinito…e além!

 

 

No responses yet

mai 02 2016

NÔMADE ARTES GRÁFICAS

Published by under Jornalismo

BANNER_NOMADE_01

No responses yet

mai 02 2016

MM – MASSAS & CIA. DELIVERY

Published by under Jornalismo

MM-MASSAS

No responses yet

mai 02 2016

CENTRO DE BELEZA RÚBIA DUARTE

Published by under Jornalismo

RUBIA-DUARTE

RUBIA-SEGUNDA

No responses yet

abr 30 2016

E A VACINA? ACABOU!

Published by under Jornalismo

VACINA-1

VACINA-2

VACINA-3

E A VACINA? ACABOU!

As vacinas contra H1N1 acabaram ainda pela manhã, nos postos de saúde, em Cabo Frio. Em crise eterna, a secretaria de saúde do governo do “doutor” Alair Francisco (PP). A tarde muita gente deu de cara com os portões fechados.

VACINA-7

VACINA-8

No responses yet

abr 29 2016

EDITORIAL – RESPOSTA CRUCIAL

Published by under Jornalismo

EDITORIAL BEGE ESCURO

CABOFRIO

EDITORIAL: RESPOSTA CRUCIAL

Enquanto a crise política nacional se agrava, em nível municipal as forças políticas locais se preparam para enfrentar as eleições de outubro, com força total.

Os candidatos montam suas nominatas, equipes de campanha e começam a constituir grupos para elaboração de programas de governo para oferecer ao debate e ao crivo dos eleitores.

Em nossa cidade existem diferentes propostas para analisar e definir a maneira pela qual o próximo governo pode enfrentar a crise, que se agrava pela incompetência do governo municipal.

Afinal, a crise é forjada pela diminuição do repasse dos outrora gordos royalties do petróleo ou a crise é de um modelo de gestão, que vigorou na cidade, nos últimos 20 anos e está esgotado?

Essa é a pergunta crucial. A resposta é que vai gerar todo o planejamento para debelar a crise e programar todo um novo modelo, que vai permitir a cidade se desenvolver e não inchar. Distribuir renda e dar saltos positivos nos índices de qualidade de vida.

Essa eleição vai determinar o modelo de cidade que teremos nos próximos 20 anos.

No responses yet

abr 29 2016

QUEBRARAM TUDO EM 20 ANOS

Published by under Jornalismo

QUEBRARAM

Foto: Antônio Ângelo Trindade Marques.

QUEBRARAM TUDO EM 20 ANOS

A ocupação imobiliária com critério de desenvolvimento, embora fosse um cruel inchaço, passou em Cabo Frio como um tsunami. Descaracterizou todo seu patrimônio paisagístico, que era grande atração da cidade, que trazia na época a fina flor da sociedade carioca e paulista para curtir tudo o que havia de bom por aqui. Hoje o que impera é o chamado “turismo de massa”, sem apelo da paisagem e da história. Traz muita poluição, a depredação dos equipamentos urbanos e a degradação ambiental e cultural.

No responses yet

abr 29 2016

RAPIDINHAS DO JORNAL DO TOTONHO

Published by under Jornalismo

RAPIDINHAS BEGE ESCURO

RABUGENTO-RINDO

Quaquá “passou o cerol” na coligação

O presidente do PT, no Estado do Rio de Janeiro, Quaquá, “passou o cerol” na coligação armada entre o PT e o PMDB, pelo ex-dirigente do PT/Cabo Frio, vereador Eduardo Kita. O vereador deixou essa “bomba” e migrou para o PPS, partido adversário do PT, em todo o país.

WILMAR_MONTEIRO

Wilmar Monteiro é candidato a vereador.

O ex-vereador Wilmar Monteiro voltou a tomar gosto pela política partidária e quer voltar a ocupar um gabinete na câmara municipal de Cabo Frio. O veterano político será candidato em outubro pelo PP, o mesmo partido do prefeito Alair Francisco.

JANIO-MP

Janio: o sentido da homenagem da AMPERJ.

O deputado Janio Mendes (PDT) foi homenageado pela Associação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro – AMPERJ, junto com o deputado Alexandre Molon (Rede), por sua atuação política no processo de fortalecimento do Ministério Público.

Cabos eleitorais de Marquinho tentam ajudar Alair.

Surpreendentemente para os incautos, cabos eleitorais do ex-prefeito Marquinho Mendes (PMDB) tem divulgado que Alair já fechou acordo com o Banco do Brasil a respeito da dívida da prefeitura com o banco. Segundo eles o tal empréstimo de compensação pela perda da receita dos royalties está saindo, mas na faixa de 200 milhões.

Qual o interesse do “aluno” ajudar o “professor”?

Entre tantas perguntas que poderiam ser feitas em função de todo esse imbróglio de empréstimos pra lá e pra cá, que podem inviabilizar a prefeitura de Cabo Frio, uma é imprescindível e não pode deixar de ser feita: qual o interesse dos cabos eleitorais de Marquinho em defender e ajudar, até com boatos, o governo de Alair Francisco (PP)?

Botando gente pelo ladrão

Segundo as velhas “paredes murmurantes” da Câmara de Vereadores de Cabo Frio, a instituição tem 192 funcionários, que somados aos 136 assessores dos vereadores, totalizam 328. É muita gente! Caso todos tenham o saudável hábito de trabalhar para fazer juz aos salários que recebem, o vetusto prédio é capaz de desabar.

O abandono do Grande Jardim Esperança.

Entre tantas áreas de Cabo Frio abandonadas pela prefeitura na gestão do “sereníssimo” (sempre com letra minúscula), o Grande Jardim Esperança é a que mais impressiona. A prefeitura desativou projetos sociais, deixou de lado em estado de degradação o Hospital Otime Cardoso dos Santos e permitiu que a violência tomasse conta do bairro.

Desesperança tomou conta do Jardim.

A desesperança tomou conta do bairro, que tem justamente o nome de Jardim Esperança. A ausência absoluta de ações da prefeitura, nos últimos 20 anos, permitiu o inchaço urbanístico e o crescimento geométrico da violência. É preciso seriedade, consciência e muita vontade política para reverter esse quadro terrível.

JB_6

José Bonifácio, incansável.

Enquanto Renatinho Viana e Walter Lúcio (Tê) travam uma luta de “vale tudo”, na política cabista, a candidatura de José Bonifácio cresce, em todas as regiões do município. O ex-deputado José Bonifácio caminha, com uma garrafa d’água mineral por todas as ruas do Cabo. É incansável!

O fruto cai longe do pé?

A coordenação da campanha a prefeito do vereador Renatinho Viana tenta de todas as maneiras esconder a figura do ex-prefeito Renato Viana, pai do candidato, que é considerado “queimado” dentro do universo político da Região dos Lagos.

No responses yet

abr 29 2016

FOTO – “CAIS PRETO” – Antônio Ângelo Trindade Marques.

Published by under Jornalismo

FOTOS BEGE ESCURO

CAIS-PRETO

Revelação no movimento das marés. Nesta lua cheia ,o Cais Preto que ligava o continente a Ilha do Japonês.

No responses yet

abr 29 2016

CHARGES

Published by under Jornalismo

CHARGES BEGE ESCURO

CHARGE-07

CHARGE-08

No responses yet

abr 29 2016

BÚZIOS

Published by under Jornalismo

BÚZIOS BEGE ESCURO

BB

Descaso com a população carente

O descaso do governo do “doutor” com a população mais carente do município é evidente e se manifesta prioritariamente em áreas como educação e saúde públicas. Não é por acaso que vereadores da base governista, que buscam a reeleição, têm encontrado tanta dificuldade em penetrar nos bairros populares do município.

Medo de perder votos.

Muitos candidatos à reeleição para a Câmara e que pertencem à base governista estão escondendo o jogo em determinados bairros da cidade onde a rejeição ao governo de André Granado (PMDB) é maior. A turma tem medo de perder votos e ser hostilizados pela população.

Faltou compostura

Alguns candidatos ligados ao “doutor” e ao empresário do Plano B tentaram aumentar o tom das críticas a Mirinho Braga, ao nível da falta de compostura. Não deu certo, não funcionou. A população não aceitou essa formatação politiqueira, que agride o principal líder político de Búzios. Uma boa parte optou então por esconder que querem a continuidade do desgoverno ou algo bem semelhante.

Olhares ….

Inaugurada em 12 de abril, a exposição  “Olhares sobre o indígena- da referência à crítica” está aberta ao público de segundas as sextas-feiras, das 8 às 17h, no plenário da Câmara Municipal de Búzios. É uma boa iniciativa que aproxima o legislativo da população.

Erros sérios

A exposição do presidente da Prolagos, Carlos Roma, na Câmara Municipal acabou por revelar erros sérios de lado a lado, ou seja, da concessionária monopolista e da prefeitura. Abriu, entretanto, caminhos para o entendimento.

ESGOTO-ARMACAO-1

Investimentos e vontade política

Na sabatina feita ao presidente da Prolagos ficou evidente que a solução para resolver em definitivo a questão do recolhimento e do tratamento do esgoto, em Búzios, requer altos investimentos. Existem fontes de financiamento, mas é necessária a competência técnica e principalmente a vontade política.

Saneamento: vital para o turismo.

No “frigir dos ovos”, fica claro mais uma vez que a coleta e o tratamento do esgoto de forma adequada são essenciais para que logo ali a economia turística de Búzios não entre em colapso. Afinal, a população e também o turista não querem uma cidade com mau cheiro e com praias e lagoas poluídas.

No responses yet

abr 29 2016

REFRESCO

Published by under Jornalismo

REFRESCO BEGE ESCURO

SEXY-22

SEXY-09

SEXY-33

No responses yet

abr 29 2016

ARTIGO – “ALÉM DAS PAUTAS” – Fábio Emecê.

Published by under Jornalismo

ARTIGO BEGE ESCURO

FABIO-EMECE

Fábio Emecê

ALÉM DAS PAUTAS

Não é uma mera convocação, pois não tenho poder pra isso. A força que tenho é a raiva que se transforma em vontade de potência diante do silêncio coletivo de militantes, ativistas e não militantes. Vamos pensar além de planos, conferências e partidos. A luta é pela vida.

Nos últimos dias, pelo menos aqui na minha cidade, jovens pretos foram assassinados, pelo menos uns 4. Guerra do tráfico de drogas é a estampa do noticiário e o nome dos jovens se perde no tempo, porque dentro de uma lógica moralista escrota, estavam fazendo coisa errada.

Um professor de uma escola tradicional foi assassinado. Foi encontrado com marcas de tortura em um carro abandonado. Comoção geral da comunidade educacional da cidade e um fato que pode ser relevante para se entender o caso é que ele era homossexual assumido.

Mortes que podem ser justificadas de maneira torpe, aliás, sempre são, precisam de outro olhar. E esse olhar é de quem sabe das estatísticas, sabe das nuances, sabe que essas mortes não simples questão de escolha pessoal. São crimes motivados por razões que não são óbvias para todos, mas estão aí: Racismo e Homofobia.

Não tem como mais passar pano. O tráfico se prolifera na periferia de forma avassaladora, porque o único aparato público mais ou menos eficaz que chega é a Polícia. O poder público não investe em outros serviços, principalmente por conta da maioria da população periférica da cidade em que moro ser preta. Racismo institucional descarado.

Um homossexual encontrado com marcas de tortura, morto e abandonado é crime com motivação homofóbica, só pesquisar casos correlatos que acontecem a todo instante por aí. As pessoas torturam e matam as outras por conta de sua condição sexual, por motivações diversas, inclusive religiosa.

Por isso que minha raiva se torna clamor, por sempre ver ativistas e movimentos que sempre aparecem em meios institucionais, brigando por tudo, postando fotos em passeatas anti-golpe, nas conferências, nas câmaras ou reuniões setoriais de partidos e a vida real, nenhum pronunciamento? Nenhuma cobrança mais ferrenha ao poder público? Nenhuma ação direta?

Hoje sou um ativista que usa a escrita e a música para falar algo, para tocar em feridas e tentar qualquer tipo de mobilização. Sinto que é pouco e sei que sozinho não chego nem na esquina. Clamo pela reflexão para possíveis ações, pois a merda tá na nossa calçada, quase entrando na nossa porta, sendo que em muitas das famílias dos nossos já entrou.

Sou morador de Cabo Frio, mas essa reflexão se estende a todos os lugares do território onde o texto possa chegar. Além das pautas, por favor, precisamos de ação!

No responses yet

abr 29 2016

SILVA NET – https://goo.gl/Y76

Published by under Jornalismo

SILVA-NET

https://goo.gl/Y76

No responses yet

abr 29 2016

SEBO DO LANATI

Published by under Jornalismo

SEBO_LANATI

No responses yet

abr 29 2016

FUNÇÕES DO VEREADOR

Published by under Jornalismo

FUNCAO-DO-VEREADOR

No responses yet

abr 29 2016

NÔMADE ARTES GRÁFICAS

Published by under Jornalismo

BANNER_NOMADE_01

No responses yet

abr 29 2016

MM – MASSAS E CIA. – DELIVERY.

Published by under Jornalismo

MM-MASSAS

No responses yet

abr 29 2016

CENTRO DE BELEZA RÚBIA DUARTE

Published by under Jornalismo

RUBIA-DUARTE

RUBIA-SEXTA

RUBIA-SABADO

No responses yet

abr 28 2016

EDITORIAL – ATÉ QUANDO?

Published by under Jornalismo

EDITORIAL BEGE ESCURO

ATE-QUANDO

ATÉ QUANDO?

A insegurança alimenta o medo e esse realimenta a violência, ambos parecem ter chegado e se instalado em definitivo, em Cabo Frio.

Todas as semanas notícias pavorosas tomam as páginas dos jornais, emissoras de rádio, programas de tv e ocupam as redes sociais da Internet.

Em todo esse noticiário, a violência crescente, cada vez mais cruel onde o humanismo cede lugar à barbárie como regra das relações, que deveriam chamar-se humanas.

Premida pelos acontecimentos, sacudida pela espetaculosidade da mídia, a sociedade pede mais repressão, para que a violência seja contida com mais violência, numa espiral sem fim.

Nascem aí os “xerifes”, os arautos da supressão de direitos, pregando o apocalipse sanguinário contra os mais pobres, justamente aqueles cujos direitos são violados no dia a dia.

Até quando a sociedade vai cobrir a cabeça para não enxergar que a barbárie de um estado policialesco e repressor não oferece segurança a ninguém?

Até quando vai tapar os olhos para não perceber a crueldade de uma cidade partida, cujo tom maior é a profunda desigualdade?

Até quando?

2 responses so far

abr 28 2016

A GRANA DO ESTACIONAMENTO TINHA QUE SER INVESTIDA NO PARQUE MUNICIPAL DA BOCA DA BARRA

Published by under Jornalismo

NOTÍCIAS E COMENTÁRIOS BEGE ESCURO

PRAIADOFORTE

BANDEIRA PRETA, SEM AMOR!

Moradores zelosos e preocupados com a qualidade de vida que um dia sonharam para Cabo Frio procuram salvar a ponta da Praia do Peró e transformá-la em Bandeira Azul. Enquanto isso, a praia urbana mais bonita do país, a Praia do Forte, antiga Praia da Barra, tem todos os “benefícios” do poder público para torná-la Bandeira Preta. São os “professores” e “alunos” dos 20 anos, quebrando tudo!

A GRANA DO ESTACIONAMENTO TINHA QUE SER INVESTIDA NO PARQUE MUNICIPAL DA BOCA DA BARRA

A turma do estacionamento, na Ilha do Japonês e toda região do Parque Municipal da Boca da Barra, fatura uma quantidade apreciável de “merrecas” ou “faz-me rir”. A pergunta que tem que ser feita, obrigatoriamente, principalmente por quem ama Cabo Frio e em especial aquela área, é a seguinte: por que a grana faturada nos estacionamentos não é investida para melhorar a infraestrutura da área? Essa turma só tira da natureza e não coloca nada para que ela possa ser preservada.

No responses yet

abr 28 2016

RAPIDINHAS DO JORNAL DO TOTONHO

Published by under Jornalismo

RAPIDINHAS BEGE ESCURO

RABUGENTO-RINDO

Migrou para eleger Kita?

A ex-pedetista Rute Schuindt migrou para o PMDB, mas acabou engrossando as fileiras do PPS e pelo “andar da carruagem” vai ajudar a tentar eleger Eduardo Kita, que migrou do PT para o partido de Roberto Freire, um dos maiores adversários do PT, justamente para isso.

JANIO-1  X  MARQUINHO_MENDES2

Ofensiva de desmonte furou!

O ex-prefeito Marquinho Mendes (PMDB), com o apoio de “alairzistas”, fez trabalho intenso para desmontar as nominatas que acompanham a candidatura do deputado Janio Mendes (PDT), a prefeito de Cabo Frio. Não deu certo, mas contribuiu para aprofundar ainda mais o fosso que o separa do deputado pedetista.

De coadjuvante a protagonista

O PRB de Cabo Frio, legenda do “senabispo” Marcelo Crivella, está fazendo exigências ao governo do “sereníssimo” (sempre com letra minúscula). Quer deixar de ser coadjuvante para se transformar em protagonista, na expectativa de uma suposta reeleição do “doutor” Alair. Qual o significado dessa exigência?

Apoio envergonhado

O ex-prefeito Marquinho Mendes (PMDB) tem voado em “céu de brigadeiro” junto à “mídia alairzista”, que antes o escrachava diariamente. Ainda é um apoio meio envergonhado, mas pelo que dizem as “paredes murmurantes” do Palácio Tiradentes, é uma questão de tempo para o enlace matrimonial.

As “merrecas” estão pingando?

Alguns ex-secretários do “prefeito sereníssimo”, mesmo depois de “cortados” pelo “Chefe” ou “Patrão” o continuam defendendo, nas redes sociais, exaltando seus dotes de “grande administrador” e clarividência para antecipar medidas para enfrentar a crise. Será que foram demitidos mesmo ou ainda recebem algumas “merrecas”?

Cultura: saldo negativo!

Qual o saldo do “governo sereníssimo” na área de cultura? O Teatro Ináh de Azevedo Mureb está fechado, a Biblioteca Walter Nogueira está com o seu prédio caindo aos pedaços e fechada. Todos os outros bens históricos degradados e destruídos. Precisa muita cara de pau para enxergar alguma coisa de positivo no governo.

“Molóides & Furiosos”

Os “molóides e preguiçosos” (poderiam ser furiosos), que ainda estão no “governo sereníssimo”, são justamente aqueles que pertencem a parentada ou aqueles “amigos do peito”, que não tem para onde ir. São figuras “queimadas” no universo político cabofriense, inclusive por incompetência técnica.

TRAINEIRA

A traineira está fazendo água

O cenário político/eleitoral é tão desfavorável ao prefeito que, apesar das tentativas de Alair em manter o grupo unido para negociar com força, a debandada começou. Quem pode e tem independência para tanto, está deixando a traineira, que está fazendo água e ameaçando afundar.

WALMIR_PORTO_1

Walmir ficou na poeira da história.

O sonho de Walmir Porto ser candidato a prefeito de Cabo Frio, simplesmente “dançou”: o empresário deixou a presidência do PR e o próprio partido. O líder do PR, o ex-governador Anthony Garotinho, fez acordo político com o deputado Janio Mendes (PDT). Walmir Porto e sua perseguição ao PCCR dos servidores municipais perderam-se na poeira.

Fortalecimento de Janio

Com a decisão, o deputado Janio Mendes (PDT) fortalece o seu grupo político para as eleições de 2016, que tudo leva a crer vai polarizar entre o Janio e o ex-prefeito Marquinho. São dois projetos: a proposta do deputado Janio Mendes de renovar profundamente os métodos políticos e administrativos da prefeitura, enxugando-a e a fortalecendo tecnicamente, que bate de frente com a política que se fez nos últimos 20 anos, que jogou a cidade numa crise sem precedentes.

No responses yet

abr 28 2016

FOTOS – “CALMA, JÁ ESTOU CHEGANDO” – Antônio Ângelo Trindade Marques.

Published by under Jornalismo

FOTOS BEGE ESCURO

FOTO1

No responses yet

abr 28 2016

VINÍCIUS SANTA ROSA – MÚSICA NO MUSEU – 28 DE ABRIL – 18 HORAS.

Published by under Jornalismo

MUSICA-NO-CONVENTO

No responses yet

abr 28 2016

CHARGES – Carlos Latuff.

Published by under Jornalismo

CHARGES BEGE ESCURO

CHARGE-03

charge-06

CHARGE-09

No responses yet

abr 28 2016

BÚZIOS

Published by under Jornalismo

BÚZIOS BEGE ESCURO

BB

Fazendo a diferença

MIRINHO-TITULO

A percepção que o ex-prefeito Mirinho Braga (PDT) é a personalidade política mais respeitada e popular de Búzios faz com que muitos dos seus adversários subam o tom das críticas, transformando-as em injúrias e agressões, que apenas desmerecem aqueles que se utilizam desses métodos. Em 2013, Mirinho Braga recebeu o título de Benemérito do Estado do Rio de Janeiro. A honraria não é dada a qualquer um, mas personalidades nacionais e estrangeiras que tenham atuado decisivamente para o desenvolvimento econômico, científico, artístico, cultural, desportivo ou, ainda, que tenham feito doações valiosas ao patrimônio do Estado.

MANOEL-EDUARDO-MARRECO -1

Manoel Eduardo da Silva – Marreco

CONVIDAMOS OS SENHORES VEREADORES A INVESTIGAR A ALTA DE PIOLHOS EM BÚZIOS QUE DEVA ESTAR CONTAMINANDO OS BOLSOS DE ALGUMAS PESSOAS.

Senhores Vereadores está circulando na cidade de Armação dos Búzios, que a Prefeitura através da Secretaria de Educação, visando combater o PIOLHO em salas de aulas, CONTRATOU uma empresa visando à execução de serviços de higienização na cabeça de alunos. Quaisquer medidas para evitar o contágio nas escolas são de suma importância, pois o PIOLHO, assim como as LÊNDEAS, é considerado um dos problemas mais preocupantes que podem afetar a cabeça das crianças. É na escola ou no colégio o lugar onde mais se proliferam os PIOLHOS, [segundo especialistas, devido a grande quantidade de crianças concentradas, mesmo, não transmitindo doenças e não representando risco para a saúde delas, tal trabalho de prevenção é o mais recomendável durante o ano escolar, de acordo com eles para evitar uma infestação, surto ou epidemia de PIOLHO nas escolas, é necessário que os pais e os alunos também se dediquem a isso, e, é aconselhável que tantos os professores como os pais adotem algumas medidas e cuidados para prevenção, e, mas, afirmam que para se evitar o contágio é preciso: Que os educadores apresentem aos alunos uma informação completa sobre os piolhos, ou seja, como acontece o contágio, que sintomas indicam uma infecção de PIOLHOS, e o que a criança deve fazer se encontrar algum PIOLHO em sua cabeça ou na cabeça de algum companheiro de escola. Que quando detectar algum caso de PIOLHOS é aconselhável que a direção da escola informe imediatamente aos pais da criança afetada, pra que adotem as medidas pertinentes para eliminar os PIOLHOS e as LÊNDEAS que seu filho possa ter. Evitar que as roupas, ou seja, gorro e bonés, chapéus, cachecol, abrigos e outros elementos estejam juntos no vestiário ou em sala de aula. Os PIOLHOS não voam nem pulam, mas caminham rapidamente entre um elemento e outro. Devem-se aconselhar as crianças que não compartilhem pentes, escovas, toalhas, grampos, presilha, etc. Uma só criança com PIOLHO segundo especialista pode contaminar muitas outras crianças. Se existe casos de PIOLHOS na escola, pedir às crianças que evitem o contato de cabeça com cabeça, que as meninas busquem prender os cabelos e os meninos os cabelos mais curto o possível. Vigiar e aumentar as medidas de higiene tanto na aula como nos corredores, piscina e demais dependências da escola. Diz os especialistas que, fora do corpo humano, os PIOLHOS podem sobreviver até 48 horas, inclusive na água da piscina. É necessário desmistificar que os PIOLHOS estão relacionados com a falta de higiene das crianças. É aconselhável esclarecer ás crianças que os PIOLHOS não fazem distinção de classe social, nem cor de pele, nem do estado de higiene. Dizem eles, os PIOLHOS só precisam do calor humano e do sangue para sobreviver e se reproduzir. Que as crianças devem ser aconselhadas para que não se esqueçam de escovar os cabelões todos os dias antes de ir para a escola. “Será que houve a necessidade de se contratar uma empresa? Qual a contratada pela Prefeitura para exterminar com os PIOLHOS se realmente existia? Qual foi o valor deste contrato, se realmente houve? Qual a sua duração? Quando se deu início ao combate aos PIOLHOS? Quem é o responsável por tal empresa contratada, se houve o contrato? Houve licitação? Aonde foi publicado o edital? Será que a Secretaria Municipal de Educação INFORMOU aos pais dos alunos a questão dos PIOLHOS? Será que os Senhores vereadores não tomaram conhecimento deste contrato e da questão dos PIOLHOS nas nossas escolas?” Ou este CONTRATO foi simplesmente para contaminar os bolsos de algumas pessoas? O assunto é passivo de uma investigação por parte dos fiscalizadores, pois, só trouxe a questão a público, pois quem me contou não me pediu segredo.

No responses yet

abr 28 2016

REFRESCO

Published by under Jornalismo

REFRESCO BEGE ESCURO

SEXY-20

SEXY-11

SEXY-10

No responses yet

Next »