set 18 2017

DUAS PRAGAS BÍBLICAS.

Published by at 5:20 under Jornalismo

EDITORIAL_VERMELHO

GAFANHOTOS

As declarações do prefeito Marquinhos Mendes (PMDB) obedecem à mesma lógica do antecessor, Alair Corrêa (PP): ambos aceitam qualquer coisa até mesmo retirar direitos e bater de frente com os trabalhadores da prefeitura, menos mudar o modelo político/administrativo implantado desde 1997. O modelo dilapidador de riquezas é justamente o que subordina a população ao seu poder. Sem ele tanto Marquinhos quanto Alair não mais existiriam em Cabo Frio. A eles não interessa se a transferência dos royalties não gera mais os mesmos recursos e se o cobertor está ficando cada vez mais curto: são verdadeira praga bíblica.


No responses yet

Comments RSS

Deixe uma resposta