jun 16 2017

EDITORIAL – MODELO FALIDO!

Published by at 5:20 under Jornalismo

EDITORIAL_VERMELHO

Muita gente pergunta: se o modelo político-administrativo de Cabo Frio fracassou, por que o grupo político do prefeito Marquinhos Mendes (PMDB) não promove a mudança? Dificuldade de pagar os salários atrasados e botar os salários dos servidores em dia; enfrentar assembleias, passeatas e toda sorte de protestos não deve estar sendo fácil para o governo. Por que então insiste em um modelo cujo desgaste político é evidente?

A resposta é uma só: apesar dos pesares e transtornos, o grupo político não consegue vislumbrar outro modelo, porque não existiria sem ele. Todo o seu arcabouço político foi construído com essa visão de mundo, com a mesma engenharia produzida pelo “mestre” Alair Francisco Corrêa (PP) e aperfeiçoada pelo grupo do atual prefeito.

Os ingredientes dessa receita tão bem sucedida até aqui pressupõe a aliança com empreiteiras, grupos religiosos conservadores, famílias tradicionais atrasadas e decadentes, expansão dos empregos oferecidos pela gestão pública e alianças estratégicas com grupos regionais e estaduais, garantindo a retaguarda política.

Todo esse processo irrigado pelos royalties gerados pelos barris de petróleo, que chegaram a namorar com 140 dólares e hoje navegam por menos da metade. Acrescidos do esgotamento de poços na Bacia de Campos, mudanças na legislação e pela profunda crise econômica vivida pelo país, que de “marolinha” se transformou em “tsunami”.

Essas transformações inviabilizam o Modelo Alair/Marquinhos, mas eles insistem. Quem perde? A sociedade!


2 responses so far

2 Respostas to “EDITORIAL – MODELO FALIDO!”

  1. Solangeon 16 jun 2017 at 12:03

    Onde estao o blog Radar Publico e o programa? sumiram? atuaram ate as eleições, bombardearam, atacaram a administração anterior e agora sr Alessandro? como faz? qual a sua postura? silencio?

  2. Julioon 16 jun 2017 at 17:20

    FRASE DA SEMANA

    ” MENTIRA , O CANINHO DO MEDÍOCRE ”
    Blog Alair Corrêa – Direto

Comments RSS

Deixe uma resposta