dez 11 2017

MAU CHEIRO E ESCURIDÃO SÃO A REALIDADE NO GOVERNO DE ANDRÉ GRANADO EM ARMAÇÃO DOS BÚZIOS. Manoel Eduardo da Silva (Marreco).

Published by at 5:05 under Jornalismo

ARTIGO VERDE EXÉRCITO

 Quem passa pela Estrada José Bento Ribeiro Dantas em frente à Policlínica Municipal pode sentir o mau cheiro vindo das laterais da pista de rolamento. Já em frente à Escola Municipal Nicomedes o mau cheiro se repete, além desta situação nesta Estrada que é a única via de acesso à península buziana, o trecho entre o ‘pórtico até a entrada da praia da ferradura’ já totalizam 29 lâmpadas queimadas. Parece que o mau cheiro não incomoda ao prefeito e aos seus auxiliares. “É insuportável, pois, esse mau cheiro fica o dia inteiro – o mês inteiro – o ano inteiro”. Quanto o problema da falta de iluminação pública é de se desconfiar, pois, mensalmente o cidadão paga uma importância embutida na sua conta de luz e, para onde está indo este dinheiro? Quantos a prefeitura já recebeu desde criação da lei de contribuição? Quanto já forma gastos com as substituições de lâmpadas queimadas? Quantos foram gastos com rede elétrica de baixa tensão? Quantos têm de saldo positivo ou negativo? Onde estão estocados os materiais elétricos de reposição? Quem é o responsável por este setor e gerenciamento deste dinheiro? Tanto a prefeitura quanto a concessionária de energia precisa ser investigada pelo Ministério Público Estadual, pois, uma recebe e repassa para a outra e nenhuma resolve a questão e tudo continua “escuro” é perigoso! É impressionante que nem a troca de lâmpadas queimadas e pagas antecipadamente pelos moradores da cidade a gerência responsável pelo setor não atende a população. É um governo da escuridão e dos maus cheiros.

MANOEL-EDUARDO-MARRECO

(*) Manoel Eduardo da Silva – Marreco.

Ex-vereador de Búzios.


One response so far

Uma Resposta to “MAU CHEIRO E ESCURIDÃO SÃO A REALIDADE NO GOVERNO DE ANDRÉ GRANADO EM ARMAÇÃO DOS BÚZIOS. Manoel Eduardo da Silva (Marreco).”

  1. thomas sastreon 12 dez 2017 at 22:21

    vamos parar com a hipocrisia politica esse cheiro esses esgotos já fazem anos e anos que estão ai ,sempre o esgoto fez parte desde a época da emancipação quem tentou dar um jeito em a época foi Manuel Gomes o secretario …. eu tinha feito uma cronica de nome ” A confraria das fezes Buzianas ” em o jornal Peru Molhado foi uma cronica com humor mostrando esses lugares desde a policlínica,,,também a alternativa aonde entrando em a rua que da para a oficina mecanica ilegal,, um rio de esgoto corre a cêu aberto quando eu publiquei em o jornal Primeira Hora em outra opinião um sujeito e uns babacas falarão assim :” ai gringo se no gostar volta para tua terra aqui nos vais nos volta sem probrema ” eu nasci aqui e jogo o que eu quero porque sou da terra ainda o fiscal do primeiro governo apos a emancipação chegou a ver e falou assim ..o eu estou aqui sô porque o gringo fez a denuncia ,,e assim continuou e vai governo passa governo a merda e o esgoto faz parte da paisagem da cidade o problema que como a cidade crece desordenadamente a medida que se aumentam as casas e pessoas o esgoto cresse e aparece

Comments RSS

Deixe uma resposta